A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Freitas do Amaral acredita que Cavaco pode dissolver Parlamento se situação social se agravar

O fundador do CDS Freitas do Amaral disse na terça-feira à noite, em entrevista à TVI24, acreditar que o Presidente da República possa dissolver a Assembleia da República se a situação social se agravar em Portugal.

Bruno Simão/Negócios
Negócios 16 de Janeiro de 2013 às 08:07
  • Partilhar artigo
  • 28
  • ...

“Talvez a hipótese mais provável seja o presidente da República dissolver a Assembleia”, perspectivou o fundador do CDS, sustentando que Cavaco Silva “preferirá sempre devolver a palavra ao povo”.

 

“Se houver uma situação social grave, eu vejo o presidente da República a dizer: antes eleições”, observou, insistindo: “O ano de 2013 só tem comparação em dificuldades e perigos a 1975”.

 

Sobre o Governo liderado por Pedro Passos Coelho, Freitas do Amaral diz acreditar que coligação entre PSD e CDS-PP "já não é um casamento de amor, é um casamento de conveniência".

 

No que refere a uma remodelação do executivo, o fundador do CDS sublinha que o ministro Miguel Relvas já devia ter saído "há muito tempo por razões éticas" e o ministro das Finanças, Vítor Gaspar, deveria ser substituído por alguém "mais humanista, mais sensível aos problemas sociais".

 

Apesar da actual situação do país e do momento presente do Governo, Freitas do Amaral advertiu contudo que o PS "não está preparado" para governar agora, mas "era bom que estivesse na altura em que isso" possa vir a suceder.

 

Sobre o relatório do FMI que sugere ainda mais cortes no Estado Social, Freitas disse que se trata de um “frete ao Governo”, sugerindo que os cortes de 4 mil milhões de euros sejam cortados no Estado não social.

Ver comentários
Saber mais Freitas do Amaral Cavaco Silva Parlamento crise social
Outras Notícias