Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Funcionários e dirigentes mais limitados para recusar mobilidade

Proposta de Gonçalo Castilho dos Santos restringe situações em que os serviços de origem se podem opor à mobilidade. Mas ainda será negociada com os sindicatos.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
O Governo pretende reduzir as situações em que os dirigentes e os funcionários da administração pública podem travar a mobilidade interna de trabalhadores, nomeadamente entre serviços do mesmo ministério ou de maior distância geográfica.

O documento ontem enviado aos sindicatos concretiza as primeiras propostas destinadas a eliminar barreiras à mobilidade entre serviços, intenção que o Negócios já tinha noticiado. As alterações agora apresentadas ao regime jurídico genérico da mobilidade ainda poderão sofrer alterações, no âmbito das negociações que começam no dia 1 de Outubro.

As propostas - que implicam uma alteração à lei dos vínculos, carreiras e remunerações - surgem numa altura em que a contenção na admissão de funcionários e a corrida às reformas geram situações de falta de pessoal. O processo de flexibilização poderá, neste contexto, criar novos mecanismos de gestão, mas ser também mais delicado.

logo_empresas

Ver comentários
Outras Notícias