Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Futuro governador do BdP admite "desconfiança internacional" em relação a Portugal

O futuro governador do Banco de Portugal (BdP), Carlos Costa, admitiu que o país está numa fase de "alguma desconfiança em termos internacionais", mas destacou a apreciação positiva de "observadores independentes" sobre o ministro das Finanças português.

Vídeo RTP | Lusa 23 de Maio de 2010 às 22:14
  • Partilhar artigo
  • 4
  • ...
O futuro governador do Banco de Portugal (BdP), Carlos Costa, admitiu que o país está numa fase de "alguma desconfiança em termos internacionais", mas destacou a apreciação positiva de "observadores independentes" sobre o ministro das Finanças português.

"Em termos internacionais, estamos numa fase de alguma desconfiança por força da situação de outros mas, quando se tem um protagonista como o nosso ministro das Finanças que colhe uma apreciação tão positiva, só podemos estar satisfeitos", disse ontem Carlos Costa, durante a cerimónia que assinalava o 25.º aniversário da Associação dos Antigos Alunos da Faculdade de Economia do Porto.

Segundo Carlos Costa, escolhido por Teixeira dos Santos para suceder a Vítor Constâncio no BdP, o ministro das Finanças português teve "um papel crítico na resolução dos problemas", elogiando a sua "coragem" e "envolvimento". Segundo o ainda vice-presidente do Banco Europeu de Investimento (BEI), Teixeira dos Santos, que também assistia à cerimónia, tem "reputação e prestígio em termos europeus".

"Posso testemunhar que sempre falo com pessoas envolvidas nos diversos fóruns internacionais é notória a "reputação e prestígio [de Teixeira dos Santos]", revelando que "uma pessoa tão insuspeita como o presidente do BEI dizia que foi o ministro português quem marcou com serenidade a discussão, o que é muito importante porque vindo de um observador independente".

"Significa que estamos bem entregues", acrescentou o economista que assumirá o cargo de governador do Banco de Portugal (BdP) em Junho.
Ver comentários
Outras Notícias