Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Nações Unidas poderá pedir descriminalização do consumo de drogas em todo o mundo

O Gabinete das Nações Unidas contra a droga e o crime poderá estar em vias de pedir a "descriminalização global das drogas", segundo avançou o fundador da Virgin. Richard Branson defende que esta seria uma "mudança bem-vinda".

Negócios 19 de Outubro de 2015 às 15:36
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...

O Gabinete das Nações Unidas contra a droga e o crime (ONUDC) poderá pedir aos governos mundiais que avancem para a "descriminalização global das drogas", incluindo drogas pesadas como heroína e cocaína.

 

De acordo com o britânico Telegraph, esta possibilidade foi adiantada por Richard Branson, fundador da Virgin, que garante que a divulgação de um polémico documento feito pela ONUDC foi adiada para depois do último fim-de-semana. Richard Branson, que pertence à Comissão Global de Políticas Antidrogas, anunciou no seu blogue pessoal ter tido acesso ao referido documento, cuja divulgação estava prevista para uma conferência realizada este domingo, 18 de Outubro, em Kuala Lumpur, na Malásia.

 

"Num documento ainda por publicar, a ONUDC, que moldou muito da legislação sobre droga nas últimas décadas, pede aos governos de todo o mundo que descriminalizem o uso e posse de todas as drogas que desde que seja para consumo próprio", escreveu o fundador da Virgin citado pelo Telegraph.

 

"Esta é uma mudança bem-vinda que poderá finalmente colocar um ponto final à desnecessária criminalização de milhões de consumidores de droga em todo o mundo". "Os meus colegas na Comissão Global de Políticas Antidrogas, e eu próprio, não poderíamos ficar mais satisfeitos", resume o polémico e mediativo empresário britânico.

 

Branson sustenta que enquanto a grande maioria dos consumidores de drogas recreativas nunca chegam a experienciar problemas relacionados com esse consumo, "as pessoas viciadas merecem ter acesso a tratamento e não a uma cela da prisão". É também por este motivo que o dono da Virgin defende "há anos" que a questão das drogas deve ser tratada como uma questão de saúde e não criminal.

 

O Telegraph refere entretanto que o dito documento foi escrito pelo líder da secção das Nações Unidas para a SIDA e acrescenta que seria inóspito que uma alteração tão significativa da legislação produzida pelas Nações Unidas fosse feita da forma descrita por Branson.

 

Pelo que este jornal britânico elucida que a publicação do referido relatório foi adiada devido à apreensão demonstrada por alguns Estados-membros que mantêm políticas relacionadas com drogas muito tradicionais tanto face às drogas mais pesadas como em relação às mais leves, como é o caso da marijuana. Ainda assim, o Telegraph adianta que um anúncio oficial deste documento poderá ser feito ainda esta segunda-feira, 19 de Outubro.

Ver comentários
Saber mais Droga Gabinete das Nações Unidas contra a droga e o crime Richard Branson Virgin ONUDC Nações Unidas dependência saúde
Outras Notícias