Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Gaspar cita Pessoa para ilustrar "empenho dos portugueses em enfrentar a adversidade"

"Em cada dia que passa estamos a provar a capacidade de nos unirmos para atingir desígnios comuns", disse o Ministro das Finanças.

Negócios negocios@negocios.pt 19 de Janeiro de 2012 às 17:37
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
Vítor Gaspar recorreu hoje a um excerto de um poema de Fernando Pessoa para exemplificar os “feitos significativos” dos portugueses na actual crise.

“Os progressos alcançados demonstram a forte vontade e empenho dos portugueses em enfrentar a adversidade. Em cada dia que passa estamos a provar a capacidade de nos unirmos para atingir desígnios comuns”.

A frase foi dita por Vítor Gaspar na abertura do workshop sobre Reformas Estruturais no contexto
Aqui ao leme sou mais do que eu:
Sou um povo que quer o mar que é teu;
E mais que o mostrengo, que me a alma teme
E roda nas trevas do fim do mundo,
Manda a vontade, que me ata ao leme,
D' El-rei D. João Segundo!

Fernando Pessoa
do Programa de Ajustamento Económico e Financeiro.

O ministro das Finanças citou depois um excerto dum poema de Fernando Pessoa, que descreve o episódio mítico do monstro marinho (O Mostrengo) contra o homem do leme (ver caixa).

A citação foi referida depois de um discurso onde o ministro destacou a evolução menos má que o previsto da economia portuguesa e os resultados positivos da consolidação orçamental.

“Estamos empenhados em melhorar e acelerar a transformação estrutural da economia portuguesa”, disse o ministro das Finanças, confiando que “Portugal será capaz de eliminar os seus desequilíbrios macroeconómicos e criar condições para um crescimento sustentado e para a criação de emprego. Não tenho dúvida que um ajustamento ordeiro é no melhor interesse de Portugal”.
Ver comentários
Saber mais Vítor Gaspar défice Fernando Pessoa
Mais lidas
Outras Notícias