A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

George Soros propõe fundo de 100 mil milhões de dólares para países pobres

O bilionário George Soros propôs aos países desenvolvidos que usem 100 mil milhões de dólares das reservas estrangeiras que recebem do Fundo Monetário Internacional para desenvolver projectos de redução de emissões nos países mais pobres.

Patrícia Abreu pabreu@negocios.pt 10 de Dezembro de 2009 às 11:05
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O bilionário George Soros propôs aos países desenvolvidos que usem 100 mil milhões de dólares das reservas estrangeiras que recebem do Fundo Monetário Internacional para desenvolver projectos de redução de emissões nos países mais pobres.

“Os governos dos países desenvolvidos estão a trabalhar sob o equívoco que o financiamento tem que vir dos orçamentos nacionais, mas esse não é o caso”, adiantou hoje o investidor nas conversações em Copenhaga, onde os líderes mundiais tentam chegar a um entendimento para um novo acordo para travar as emissões de carbono.

Soros acrescentou que “eles (países desenvolvidos) já o têm. Está inactivo nas suas contas de reservas” do FMI.

O bilionário discursou em Copenhaga, onde 190 nações discutem propostas para um acordo para travar o aquecimento global, através de uma redução das emissões.

O capital, oferecido por um período de 25 anos, ajudaria a iniciar projectos na floresta, agricultura e utilização da terra, as áreas que “oferecem a maior extensão para reduzir as emissões de carbono”, explicou Soros.

Em Agosto, o FMI colocou 250 mil milhões de dólares nas reservas estrangeiras dos seus 186 membros, respondendo ao apelo dos líderes mundiais do Grupo dos 20 para aumentar a liquidez mundial.

Ver comentários
Outras Notícias