Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Goldman Sachs espera que BCE baixe juros para 1,5%

O Banco Central Europeu vai baixar as taxas de juro da Zona Euro para 1,5%, no decorrer do próximo ano, devido ao abrandamento económico da região e valorização do euro, segundo as previsões do banco de investimento Goldman Sachs.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 06 de Dezembro de 2004 às 10:24
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Banco Central Europeu vai baixar as taxas de juro da Zona Euro para 1,5%, no decorrer do próximo ano, devido ao abrandamento económico da região e valorização do euro, segundo as previsões do banco de investimento Goldman Sachs.

No segundo trimestre deste ano a autoridade monetária liderada por Jean-Claude Trichet vai descer o preço do dinheiro em 50 pontos base – de 2% para 1,5% - no que será a primeira alteração nas taxas de juro da Zona Euro desde Junho de 2003.

A Goldman Sachs reviu também a sua previsão para a economia da Zona Euro em 2005, antevendo agora um crescimento de 1,5%, contra os 1,8% anteriores. Na semana passada o BCE cortou a sua perspectiva de crescimento para a Zona Euro, de 2,3% para 1,9%.

Para além do abrandamento da economia, a Goldman diz que a sua previsão para a decisão do BCE descer as taxas de juro está também relacionada com a subida do euro, que sexta-feira atingiu um novo máximo acima dos 1,34 dólares.

«Pensamos que o BCE vai descer as taxas de juro em resposta à valorização do euro», diz o relatório da Goldman Sachs, citado pela agência Bloomberg.

Desde Junho de 2003 que o BCE mantém os juros em 2% - a última reunião foi na quinta-feira passada – enquanto nos Estados Unidos o preço do dinheiro já está também no mesmo nível, após quatro aumentos por parte da Reserva Federal.

A Euribor a seis meses desceu hoje para os 2,193%, o valor mais baixo desde finais de Outubro, mas continua a indicar que o mercado acredita mais numa subida de juros, do que um corte.

Ver comentários
Outras Notícias