Justiça Governador do Banco Central da Letónia detido por suspeitas de corrupção

Governador do Banco Central da Letónia detido por suspeitas de corrupção

O governador do Banco da Letónia foi interrogado durante mais de oito horas na sede da agência anti-corrupção e de madrugada foi detido, dias depois de as autoridades norte-americanas terem acusado o segundo banco letão, ABLV, de ter actividades de lavagem de dinheiro.
Governador do Banco Central da Letónia detido por suspeitas de corrupção
Lusa 18 de fevereiro de 2018 às 16:34

O governador do banco central da Letónia, Ilmars Rimsevics, foi detido hoje de madrugada após ser interrogado durante horas por agentes do gabinete para a prevenção e luta contra a corrupção, indicou hoje o primeiro-ministro, Maris Kucinskis.

 

Numa conferência de imprensa realizada hoje, a ministra das Finanças, Dana Reizniece-Ozola, instou Rimsevics a deixar o cargo, pelo menos enquanto estiver sob suspeita, alegando que está em causa a reputação internacional da Letónia.

 

O governador do Banco da Letónia foi interrogado durante mais de oito horas na sede da agência anti-corrupção e de madrugada foi detido, dias depois de as autoridades norte-americanas terem acusado o segundo banco letão, ABLV, de ter actividades de lavagem de dinheiro.

 

Após a detenção, o primeiro-ministro mostrou total confiança no trabalho profissional dos agentes anti-corrupção e assegurou que "não há riscos para o sistema financeiro" do país, segundo declarações recolhidas pela televisão pública LSM.

 

O primeiro-ministro disse ainda que tanto ele como a ministra das Finanças estão a seguir de perto este caso e que na segunda-feira haverá um conselho de ministros extraordinário para analisar a situação do sistema bancário letão.

 

Por sua vez, a ministra das Finanças disse que o sistema financeiro do país enfrenta "uma crise de reputação" e não uma crise financeira que afecte a estabilidade de algum banco ou do sistema no seu conjunto.

 

Dana Reizniece-Ozola disse ainda que desconhece os motivos da detenção de Rimsevics ou as acusações que pode enfrentar.

 

Como os restantes governadores de banco centrais da zona euro, Rimsevics é membro do conselho de governadores do Banco Central Europeu (BCE).




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
joaoaviador 18.02.2018

A Letónia assim tão longe!

pub