Segurança Social Governo desiste de agravar TSU a contratos a prazo
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Governo desiste de agravar TSU a contratos a prazo

O Governo desistiu de agravar a factura das empresas que recorrem aos contratos a termo, contribuindo para a precariedade laboral. É uma mudança de 180 graus em relação aos planos iniciais de António Costa, e que foram reiterados por si no Parlamento, no início deste mês.
Governo desiste de agravar TSU a contratos a prazo
Inês Gomes Lourenço

Nem agravamento da taxa social única (TSU) para contratos a prazo, nem uma taxa agravada sobre as empresas com elevados níveis de rotação de pessoal. O Governo vai deixar cair uma das medidas que lhe era cara e vinha sendo

)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião8
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
mais votado Anónimo 27.02.2018

Reformas viradas para as reais condições de mercado que se fazem nas regiões mais desenvolvidas do mundo e a importância das mesmas para a prosperidade e o bem-estar das populações:
"HMRC staff braced for thousands of job cuts as 137 tax offices to close" https://www.theguardian.com/politics/2015/nov/12/hmrc-staff-braced-for-thousands-of-job-cuts-if-tax-offices-close
"IRS will cut 7,000 jobs because the majority of people are filing their tax returns online" http://www.dailymail.co.uk/news/article-3811646/IRS-cutting-7-000-jobs-vast-majority-people-file-tax-returns-online-meaning-fewer-people-needed-process-paper-forms.html
"Inland Revenue to cut 1500 jobs between 2018 and 2021" www.stuff.co.nz/business/industries/78231571/inland-revenue-to-cut-1500-jobs-between-2018-and-2021
"Australian Taxation Office axes 4400 jobs in 19 months" http://www.canberratimes.com.au/national/public-service/australian-taxation-office-axes-4400-jobs-in-19-months-20150409-1mhhgq.html

comentários mais recentes
tutamouros 27.02.2018

E a gaja da raríssimas? Continua a levar sticadas ou não? Sua marota molhada.....

chico 27.02.2018

Para ter isenção de IMI, basta levar à câmara o cachecol do benfica ou é necessário apresentar o cartão de sócio ou um retrato do Eusébio? Alguém que diga. muito obrigado

Anónimo 27.02.2018

Cautelas e caldos de galinha. É importante governar para os Portugueses e também governar para as empresas estrangeiras que estão a instalar-se... Claramente o governo troca a legislação nova por melhor fiscalização dos infractores... é uma estratégia sensata. Viva Portugal...

Anónimo 27.02.2018

O PS a responder à voz do dono. Leia-se - a voz dos patrões.

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub