Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Governo italiano vai retirar concessão e quer multa de 150 milhões à operadora da ponte de Génova

O Governo italiano quer tomar várias medidas em relação ao desastre da ponte de Génova, que já fez 38 mortos.

Negócios jng@negocios.pt 15 de Agosto de 2018 às 10:08
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

O colapso da ponte em Génova continua a contar fatalidades: o número total de vítimas mortais já ascende a 38. Perante este cenário, o Governo italiano já está a preparar-se para retirar a concessão da ponte à actual operadora e para aplicar uma multa que pode atingir os 150 milhões de euros. 

"Tendo em conta que existiram falhas graves, anuncio que activámos os procedimentos para uma possível retirada das concessões e para avançar com sanções que podem ir até 150 milhões de euros", disse o ministro italiano dos transportes, Danilo Toninelli, esta quarta-feira, numa publicação do Facebook.


Fora da sua esfera de acção, o executivo solicitou que os gestores da unidade da Atlantia Spa’s responsável pela ponte apresentassem a demissão. "Os gestores de topo da Autostrade per l’Italia devem demitir-se", defendeu o ministro.

A morte das 38 pessoas foi provocada pelo colapso de uma secção de mais de um quilómetro da ponte, na sequência de chuvas intensas que tiveram lugar esta terça-feira. A passagem havia sido construída nos anos 1960 e apoiava-se em estruturas finas através do rio. A ponte atravessa ainda linhas de ferro e alguns edifícios, conduzindo o trânsito até ao centro de Génova.

Ver comentários
Saber mais Facebook ministro italiano Italia Governo Génova Bloomberg Danilo Toninelli Spa Atlantia Autostrade Informação sobre empresas política macroeconomia
Mais lidas
Outras Notícias