Política Governo mais próximo do PSD não agrada à CGTP

Governo mais próximo do PSD não agrada à CGTP

Já a Confederação Empresarial considera "bem-vinda" a aproximação entre PS e PSD porque coloca "os interesses do país à frente das tácticas partidárias".
Governo mais próximo do PSD não agrada à CGTP
Miguel Baltazar
Salomé Pinto 20 de fevereiro de 2018 às 19:17

"O Governo tem aqui uma oportunidade para clarificar a sua posição: ou dá um passo à esquerda ou volta com um passo para a direita e volta para trás". O secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos (na foto), deu o aviso ao Executivo de António Costa, esta terça-feira à entrada da reunião da Concertação Social. E alertou que esta aproximação entre os dois maiores partidos do Parlamento poderá levar a "acordos de regime" que visam "pressionar o Governo para não mexer na legislação laboral e retomar a velha máxima de menos Estado melhor Estado", abrindo as portas à privatização de grandes funções sociais como a saúde, educação e segurança social, "para que daqui resultem negócios e não melhores serviços públicos".

 

Já as confederações patronais elogiam esta abertura a consensos entre PS e PSD. António Saraiva, presidente da Confederação Empresarial de Portugal diz que "é bem-vinda", porque os partidos estão a colocar "os interesses do país à frente de tácticas partidárias". E remata: "Se esta nova liderança do PSD colocar o PSD disponível para apoiar as reformas que o país necessita só podemos subscrever, porque assim seguramente todos ganhamos".

 

Mais céptico está João Vieira Lopes, presidente da Confederação do Comércio e Serviços: "Estamos na expectativa, ainda é muito cedo para nos pronunciarmos".




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Anónimo 20.02.2018

Oh Arménio vai pró karelho. Há mais de 50 anos que conheço a vossa laia. Sindicatos de m@rda que não valem o peido duma velha. Isto serve para ti e para a dita UGT. Tirando o patronato (estrangeiro) nunca tive ninguém que me defendesse e já tenho 70 anos. Eu, era estudante do IIL quando a PIDE matou Ribeiro dos Santos. Vocês querem é tacho tal e qualmente os vossos antecessores!

Anónimo 20.02.2018

Arménio e Jerónimo, se querem melhor saúde para o povo, melhor ensino para os alunos melhor justiça e segurança, devem por os interesses dos portugueses acima dos interesses do PCP e da CGTP.

General Ciresp 20.02.2018

E so CONSTRANGIMENTOS para o canhoto empenado na nuca.Se virem o gana(po) hostil d.branca a mancar da perna canhota,o Rio meteu-lhe 1 pedra no sapato,se for da outra pata foi dos radicais.Espero q Rio nao caia na asneira de por o hostil d.branca andar entre Deus e o demonio:fica fidalgo e rei imune.

pub