Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Governo piora previsão de crescimento para 2019 mas mantém meta do défice

No Programa de Estabilidade que tem de enviar a Bruxelas até ao final do mês, o Governo vai rever em baixa a meta de crescimento deste ano para 1,9%, mas mantém o objetivo do défice nos 0,2%.

Lusa
Negócios jng@negocios.pt 02 de Abril de 2019 às 09:10
  • Partilhar artigo
  • 19
  • ...
O Governo vai rever em baixa a previsão de crescimento para a economia portuguesa este ano em três décimas, dos 2,2% previstos no Orçamento do Estado para 2019, para 1,9%, mas mantém a meta de 0,2% no défice, noticia o ECO nesta terça-feira, 2 de abril. 

O ministro das Finanças já tinha admitido, numa entrevista à SIC, uma revisão em baixa da previsão de crescimento económico: "O impacto que neste momento projetamos, até porque a economia portuguesa no primeiro trimestre está a comportar-se muito melhor do que estava no trimestre anterior, é uma atualização relativamente aceitável, idêntica aquela que tivemos na revisão do PIB do final do ano passado. Foram duas décimas. Não gostaria que ficássemos presos no valor de 2%. Pode ser 2,1%, pode ser 1,9%", disse.

No Programa de Estabilidade, que inclui previsões económicas e orçamentais para este ano e os próximos quatro (de 2019 a 2023), o Governo vai rever a previsão de crescimento do PIB para 1,9%.

Apesar da revisão em baixa em 0,3 pontos percentuais no crescimento económico, que serve de base ao cálculo, o Governo não deverá rever a meta do défice. A meta deverá manter-se nos 0,2%, estimados no Orçamento do Estado para 2019. 

Isto porque, além do abrandamento da economia, que se reflete em parte às menores receitas fiscais, há ainda pressões orçamentais relacionadas com a necessidade de vir a injetar mais capital no Novo Banco, escreve o ECO.
Ver comentários
Saber mais Governo Programa de Estabilidade Orçamento do Estado Novo Banco ministro das Finanças PIB economia negócios e finanças macroeconomia orçamento conjuntura
Outras Notícias