Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Governo quer acordo de “implementação faseada” com os sindicatos

Executivo garante que vai considerar as propostas dos sindicatos e admite evoluir embora avise que estas são “mais exigentes do ponto de vista orçamental” do que as que foram inicialmente apresentadas.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...

O Governo está disponível para chegar a um acordo de "implementação faseada" com as estruturas sindicais.

"Sublinhando que 2020 é o ano que marca a retoma da normalidade das carreiras, com todos os acrescimentos remuneratórios pagos na totalidade, o Governo está disponível para chegar a um acordo de implementação faseada com as estruturas sindicais", diz fonte oficial do Ministério da Administração Pública, em comunicado.

Esta ideia tinha esta manhã sido expressa por José Abraão, da Fesap, que falou num acordo plurianual, revelando que o Governo mostrou abertura para discutir as férias, o subsídio de refeição e os salários. Para já, não há no entanto nenhuma revisão da proposta para 2020.

A proposta do Governo prevê aumentos de 0,3% para a generalidade dos trabalhadores e de sete euros para quem ganha até 683 euros, que corresponde à posição remuneratória mais baixa da carreira de assistente técnico.

Na semana passada a ministra revelou abertura para elevar a proposta relativa aos salários mais baixos – a expectativa é que suba até aos 10 euros – mas avisou que o aumento transversal de 0,3% está fechado.

"O Governo demonstrou abertura para analisar as contrapropostas apresentadas pelos sindicatos dentro da margem orçamental disponível, tanto para 2020 como para os anos seguintes, numa lógica de faseamento", refere o comunicado


"De acordo com a premissa de cedência mútua subjacente a qualquer processo negocial, o Governo melhorou a sua proposta inicial de valorização dos trabalhadores (com uma valorização superior para os salários mais baixos) e mostrou abertura para, dentro da margem orçamental disponível, se aproximar das propostas sindicais", acrescenta o Executivo.

"Nesse sentido, o Governo irá analisar todas as contrapropostas apresentadas pelos sindicatos, embora, numa primeira análise, seja possível afirmar que são mais exigentes do ponto de vista orçamental do que as inicialmente apresentadas", refere o Governo.

.

Ver comentários
Saber mais Função Pública aumentos salariais dias de férias
Mais lidas
Outras Notícias