Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Governo afirma que é “prioritário” resolver as “perturbações” com Angola

É a resposta oficial às declarações do ministro das relações exteriores de Angola, que anunciou que Portugal deixou de ser prioritário

  • Assine já 1€/1 mês
  • 16
  • ...

O Governo considera "prioritário" resolver as "perturbações" que surjam nas relações com os países de língua oficial portuguesa, afirmou esta quinta-feira Marques Guedes. O ministro da Presidência respondia a uma pergunta sobre as declarações do ministro das relações exteriores de Angola, que fez saber que as relações com Portugal deixaram de ser prioritárias.

 

“Todas as perturbações que eventualmente possam existir relativamente à excelência dessas relações são perturbações que devem ser tratadas com a maior das prioridades e resolvidas como são sempre resolvidas as questões de interesse nacional", disse Marques Guedes, no final do Conselho de Ministros desta quinta-feira.

 

"Naturalemente que as relações com os países de língua portuguesa são prioritárias para o interesse nacional e são relações de excelência que o Estado português procurará sempre manter resolvendo todas as questões que possam surgir no percurso do aprofundamento dessas relações”, acrescentou.

 

O ministro das relações exteriores de Angola, Georges Chicoti, afirmou esta quarta-feira que as relações com Portugal deixaram de ser prioritárias para 2014.

 

“Temos outros parceiros tão ou mais importantes do que Portugal em termos de volume, com os quais podemos definir uma politica estratégica. Poderemos evoluir neste sentido eventualmente com a África do Sul, mas já estamos a evoluir neste sentido com a China, podemos fazê-lo com o Brasil”, afirmou o governante, numa entrevista à televisão pública angolana.

 

“Tem que haver por parte de Portugal algum respeito por entidades angoladas, e talvez conseguir gerir bem esta relação, o que não tem sido a prática. Isso, no nosso entender, afecta uma parceria estratégica”, declarou Georges Chicoti.

 

Em Setembro, o ministro dos Negócios Estrangeiros Português, Rui Machete, pediu desculpa a Angola pelas investigações do Ministério Público português a empresários angolanos. Numa entrevista à Rádio Nacional de Angola, afirmou que as investigações não passam de burocracias e formulários relativas a negócios de figuras do regime angolano em Portugal.

Ver comentários
Saber mais Marques Guedes Presidência Conselho de Ministros Georges Chicoti África do Sul China Brasil ministro dos Negócios Estrangeiros Português Rui Machete Rádio Nacional de Angola
Outras Notícias