Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Governo dá 77 milhões a empresas para contratar precários

Empresas não aceitaram obrigatoriedade de manter emprego por 5 anos e só têm de respeitar os 3 anos da lei,avança hoje o “Diário de Notícias”.

Negócios negocios@negocios.pt 23 de Janeiro de 2011 às 11:06
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
A Segurança Social vai continuar a financiar a contratação de jovens e desempregados de longa duração, sem que as empresas tenham de garantir a manutenção do posto de trabalho para além de três anos, o que corresponde à duração máxima legal dos contratos a prazo, já amplamente usados.

De acordo com o “Diário de Notícias”, os apoios do estado no ano passado, para as empresas contratem empregados a prazo custaram 77 milhões de euros. Há mais de 745 mil trabalhadores a prazo em Portugal, quase 20% dos trabalhadores por conta de outrem.

A ministra do Trabalho, apesar de ter reduzido os incentivos que vigoravam no ano passado, não conseguiu ir mais além em garantias no emprego. A proposta inicial do previa a obrigatoriedade da manutenção do posto de trabalho por cinco anos como contrapartida para as isenções no pagamento da taxa social única. Mas as confederações patronais não aceitaram.

De acordo com as medidas de apoio à contratação a vigorar este ano, as empresas que contratem jovens até aos 30 anos e os mantenham durante três anos ficam isentas de descontos no primeiro ano e beneficiam de uma redução da taxa social única de 25% no segundo ano e de 50% no terceiro.
Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias