Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Governo prepara mini-remodelação (act2)

O Governo vai ser alvo de uma mini-remodelação, que passará pela saída de três secretários de Estado, sendo um deles o que tem a pasta da Administração Pública, Hélder Rosalino.

Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 19 de Dezembro de 2013 às 16:41
  • Partilhar artigo
  • 26
  • ...

A CMTV avançou esta tarde que o Governo está a preparar a substituição de três secretários de Estado, uma informação que foi entretanto confirmada pelo Executivo.

 

O gabinete do primeiro-ministro confirmou hoje à agência Lusa que "vai haver uma alteração de secretários de Estado que será anunciada em tempo oportuno".

 

Segundo a CMTV, em causa está o secretário de Estado da Administração Pública, Hélder Rosalino, o da Justiça, Fernando Santo, e o da Administração Interna, Filipe Lobo D'Ávila. Os três secretários de Estado estavam no Executivo desde que o Governo de Passos Coelho tomou posse, em Junho de 2011.

 

A saída do secretário de Estado Hélder Rosalino foi confirmada à Lusa por fonte governamental, adiantando que a saída resulta de razões pessoais.

 

"O secretário de Estado já tinha pedido para sair, aquando da saída do então ministro das Finanças, Vítor Gaspar, mas acabou por aceitar continuar na condição de que sairia no final do ano", assegura a mesma fonte.

 

A SIC Notícias adianta que as saídas deverão ocorrer até ao dia 31 de Dezembro e o "Público" revela que esta informação deverá ser oficializada ainda esta quinta-feira, 19 de Dezembro.

 

A última remodelação governamental ocorreu em Julho, depois da saída de Vítor Gaspar, um evento que provocou o pedido de demissão de Paulo Portas.

 

Esta crise política, que estalou a 2 de Julho com o pedido de demissão de Paulo Portas. Depois de cerca de duas semanas de impasse político, Cavaco Silva acabou por aceitar a solução apresentada por Passos Coelho e Paulo Portas, tendo levado à nomeação do líder do CDS para vice-primeiro-ministro.

 

Naquela altura saiu Álvaro Santos Pereira, tendo sido substituído por  Pires de Lima. Rui Machete assegurou o Ministério dos Negócios Estrangeiros, até então liderado por Paulo Portas. O Ministério então liderado por Assunção Cristas foi dividido, tendo sido constituído o Ministério do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia, tutelado por Jorge Moreira da Silva.

 

(Notícia actualizada, pela quarta vez, às 19h10 com informação da Lusa, a citar fornte governamental, da saída de Hélder Rosalino)

Ver comentários
Saber mais Manuel Rodrigues Fernando Santo Filipe Lobo D’Ávila Administração Interna secretário de Estado das Finanças remodelação
Outras Notícias