Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Governo mantém descontos dos reformados para a ADSE

Cerca de 300 mil aposentados da função pública vão continuar a descontar para a ADSE, o sistema de saúde dos funcionários públicos, sobre o subsídio de férias e de Natal (14 meses), ao contrário do que é exigido aos funcionários públicos no activo, que continuarão a descontar sobre 12 meses.

Raquel Martins raquelmartins@negocios.pt 13 de Novembro de 2008 às 00:01
  • Partilhar artigo
  • 3
  • ...
Cerca de 300 mil aposentados da função pública vão continuar a descontar para a ADSE, o sistema de saúde dos funcionários públicos, sobre o subsídio de férias e de Natal (14 meses), ao contrário do que é exigido aos funcionários públicos no activo, que continuarão a descontar sobre 12 meses.

Contrariamente ao que o ministro das Finanças tinha sugerido em Abril, quando disse que a situação seria "corrigida", o secretário de Estado do Orçamento anunciou ontem que a diferença entre aposentados e funcionários no activo vai manter-se e que a convergência apenas se fará com os trabalhadores admitidos na função pública a partir de 2009, que terão de descontar sobre 14 meses.

Tanto os deputados socialistas - que no início do ano enviaram um requerimento a Teixeira dos Santos a pedir a regularização da situação - como os sindicatos esperavam que o Governo reduzisse para 12 meses a base de incidência dos descontos exigidos aos reformados que recebem pensões acima dos 611 euros. Mas a solução apresentada por Emanuel dos Santos vai no sentido inverso.

logo_empresas
Ver comentários
Outras Notícias