Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Governo não encerra escolas do 1º ciclo pela primeira vez em 11 anos

O Governo diz que o reordenamento da rede escolar está concluído, afastando assim a possibilidade de encerramento de escolas do primeiro ciclo, o que já não acontecia há 11 anos, de acordo com o “Económico”. Já as universidades vão ter um novo corte no orçamento que poderá ascender a 3%, adianta o “Público”.

Negócios 21 de Agosto de 2013 às 08:28
  • Partilhar artigo
  • ...

A reorganização da rede escolar ditou que na última década fossem encerradas mais de 6.500 escolas do primeiro ciclo. O Governo garante que o processo está concluído, pelo menos, para já e por isso o novo ano lectivo vai arrancar sem que ocorram novos fechos, noticia esta quarta-feira o “Diário Económico”.

 

O jornal adianta que o Ministério da Educação, que confirmou que o processo está concluído, não acrescentou informação. Ou seja, não se sabe se esta decisão será válida só para este ano lectivo, cujo arranque coincide com as eleições autárquicas (29 de Setembro) ou se se estenderá para os próximos anos.

 

Já as universidades vão sofrer um novo corte no orçamento e poderá ascender aos 3%, segundo o DE e o “Público”. Em causa está um corte de 15 milhões de euros de financiamento ao sector, que deverá constar no Orçamento do Estado para o próximo ano.

 

O “Público” explica que a proposta do Executivo aponta, na verdade, para um corte de 1,5%, mas com o aumento dos encargos com as contribuições para a Caixa Geral de Aposentações, suportado pelas universidades, deverá elevar os cortes. Nem a redução das contribuições para a ADSE evitam que a diminuição do orçamento ronde os 3%, salienta a mesma fonte.

Ver comentários
Saber mais escolas universidades educação Orçamento do Estado
Outras Notícias