Economia Grande Porto tenta garantir quórum para ganhar a Eurovisão

Grande Porto tenta garantir quórum para ganhar a Eurovisão

O Conselho Metropolitano do Porto, que na sexta-feira passada não se conseguiu reunir por uma polémica falta de quórum, vai debater esta quarta-feira, entre outros assuntos, a candidatura do Grande Porto à realização do Festival Eurovisão da Canção de 2018.
Grande Porto tenta garantir quórum para ganhar a Eurovisão
Portugal ganhou a última edição do Festival Eurovisão com "Amar pelos Dois", interpretada por Salvador Sobral, e vai organizar o evento no próximo ano.
Rui Neves 30 de maio de 2017 às 14:48

Na passada sexta-feira, 26 de Maio, pela primeira vez neste mandato, o Conselho Metropolitano do Porto não conseguiu viabilizar a ordem de trabalhos por falta de quórum.

 

Numa sala onde faltava mais de metade dos 17 presidentes (que podem ser substituídos pelos seus vices), o presidente deste órgão e da Câmara de Santa Maria da Feira classificou de "lamentável" a ausência da maioria dos autarcas, tanto mais que estava prevista a discussão sobre a candidatura da Área Metropolitana do Porto (AMP) à realização do Festival Eurovisão da Canção de 2018, tendo o Europarque, situado na Feira, e o Multiusos de Gondomar como candidatos ao evento.

 

Na ocasião, Emídio Sousa anunciou que iria escrever ao Governo, "na qualidade de presidente do conselho metropolitano, a dar conta dessa vontade, depois de telefonar aos ausentes, para ver se concordam com a iniciativa".

 

Meia dúzia de dias antes, o presidente da Câmara da Feira e do Conselho Metropolitano tinha defendido que o Europarque deve ser considerado no processo de escolha do local para a realização do festival.

 

"A Área Metropolitana do Porto, tendo um equipamento de excelência como o Europarque, localizado em Santa Maria da Feira, poderia vir a receber o festival da Eurovisão. Penso que com uma verba, talvez, inferior a 10 milhões de euros, seria possível realizar o evento", afirmou Emídio Sousa, em declarações à Lusa.

 

Por sua vez, o presidente da RTP já veio publicamente garantir que a estação pública vai "analisar de cabeça aberta todas as possibilidades" para realizar o evento, garantindo que a escolha vai recair em "opções seguras".

 

Foi hoje entretanto anunciado que o Conselho Metropolitano do Porto se reúne amanhã, 31 de Maio, com o tema "Festival da Eurovisão na AMP" a surgir na nossa posição da ordem de trabalhos, esperando-se que não se repita a falta de quórum do último conclave, que inviabilizou, por exemplo, a discussão das contas da AMP de 2016, a audição do presidente da Metro do Porto, a candidatura da região ao acolhimento da Agência Europeia do Medicamento, e uma informação relativa à audição parlamentar sobre a proposta de lei que estabelece o quadro de transferências de competências para as autarquias locais.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI