Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Greenspan recua e afirma que a economia mundial vai travar recessão nos EUA

Depois de há um mês ter alertado para a possibilidade de uma recessão nos Estados Unidos ainda este ano, o ex-presidente da Reserva Federal recuou e acredita agora que a economia norte-americana será suportada pelo crescimento económico mundial.

Patrícia Silva Dias patriciadias@negocios.pt 16 de Abril de 2007 às 10:26
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Depois de há um mês ter alertado para a possibilidade de uma recessão nos Estados Unidos ainda este ano, o ex-presidente da Reserva Federal recuou e acredita agora que a economia norte-americana será suportada pelo crescimento económico mundial.

Alan Greenspan afirmou, numa conferência que decorreu esta madrugada em Tóquio, que a progressão das restantes economias mundiais irá constituir uma "almofada" à maior economia do mundo, uma vez que a procura mundial por serviços de empresas como a Microsoft deverá continuar a aumentar.

Esta posição contrasta com o forte pessimismo que o antigo presidente da Fed evidenciava até há pouco tempo. Em Março, atribuía um cenário de um terço a um cenário de recessão nos EUA ainda este ano.

Greenspan afirmou então que a economia tinha entrado no sexto ano de recuperação, por isso poderiam surgir desequilíbrios. Um alerta que acabou por agravar a correcção dos mercados financeiros a nível mundial. O ex-presidente da Fed mostrou-se ainda pouco preocupado com o mercado hipotecário dos EUA, considerando que representa uma pequena parcela da economia americana.

O relatório do Fundo Monetário Internacional, divulgado na última semana, prevê um crescimento de 2,2% dos EUA em 2007, enquanto que no ano passado ter crescido 3,3%. A nível mundial, o fundo prevê para este ano um crescimento de 4,9%.

Ver comentários
Outras Notícias