Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Gripe das aves provoca uma quebra de 11,8% na produção de frango nacional

As notícias sobre a gripe das aves na Europa originaram uma quebra no consumo e nos preços deste tipo de carne. O mercado nacional, como reacção a esta quebra, restringiu a produção com o objectivo de tentar equilibrar o mercado.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 23 de Junho de 2006 às 12:12
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As notícias sobre a gripe das aves na Europa originaram uma quebra no consumo e nos preços deste tipo de carne. O mercado nacional, como reacção a esta quebra, restringiu a produção com o objectivo de tentar equilibrar o mercado.

Segundo os dados do Instituto Nacional de Estatísticas (INE), a produção de frango em Abril desceu 11,8% face ao mesmo período do ano passado, «não tendo ultrapassado as 15,5 mil toneladas».

Em Abril de 2006, o peso limpo total de aves e coelhos abatidos e aprovados para consumo foi de 18.777 toneladas, o que representou uma quebra de 9,5%, face ao mês homólogo de 2005. Este decréscimo correspondeu, sobretudo, a um menor volume de abate de galináceos e perus, quedas de 10,2% e de 14,3%, respectivamente, refere o INE.

«O efeito das notícias relativas à gripe das aves na Europa, desde Outubro de 2005, teve como consequência imediata a quebra no consumo e dos preços da carne de aves. Face a esta situação, a fileira avícola nacional procurou reduzir a oferta, na tentativa de equilibrar o mercado, tendo para isso sido obrigada, em 2006, a tomar medidas restritivas a nível da produção (destruição de ovos de incubação e aves do dia, abate antecipado de galinhas reprodutoras), com reflexos nos resultados da produção final do mês de Abril», adianta o INE.

Ver comentários
Outras Notícias