Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Há cada vez mais ultra-ricos. Hong Kong destrona Nova Iorque

O número de pessoas com fortunas de pelo menos 30 milhões está a aumentar - mas há mudanças nas cidades com mais ultra-ricos. Hong Kong já conseguiu ultrapassar Nova Iorque, e na Europa, é Paris (e o Brexit) que deixam Londres para trás.

Ana Batalha Oliveira anabatalha@negocios.pt 06 de Setembro de 2018 às 13:41
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

Hong Kong é agora a cidade com o maior número de ultra-ricos – pessoas cuja fortuna ultrapassa os 30 milhões de dólares – superando Nova Iorque, com um total de 10.000 destes habitantes. A justificar o salto estão os laços comerciais reforçados com a restante economia chinesa, explicam os autores do estudo da Wealth X, citado pela Bloomberg.  


A metrópole chinesa espelha a tendência que se vive na Ásia, o continente no qual as fortunas avançam a maior ritmo. É na Ásia que está mais de um quarto da população de ultra-ricos, quando há dez anos esta quota não ultrapassava os 18%. O "tilintar do ouro" no oriente não deverá ficar-se por aqui, mesmo depois do recente disparo – prevê-se, aliás, que intensifique, a uma taxa de 8,3% ao ano.

 

Na Europa, Paris é a cidade com mais habitantes a atingir este nível de riqueza, quebrando assim o reinado de Londres, que sai enfraquecida depois do Brexit. 

Paris encerrou o último ano com 4.000 habitantes ultra-ricos, que comparam com os 3.800 que se espalham pelas ruas de Londres. 


Já o Médio Oriente ficou pelo caminho, dado o fraco desempenho das matérias-primas. Teve o crescimento mais fraco a nível mundial em termos da grandeza das fortunas e do número dos seus detentores.

Independentemente das discrepâncias, todas as regiões notaram um crescimento neste nível de riqueza, tendo em conta o momento favorável dos mercados internacionais. No conjunto, existem agora 256.000 ultra-ricos no globo, cujas fortunas somadas contam 31,5 biliões de dólares - 13% acima do ano anterior.

Ver comentários
Saber mais Europa Bloomberg Paris Londres Brexit Wealth X Hong Kong Nova Iorque Ásia economia negócios e finanças macroeconomia
Mais lidas
Outras Notícias