Américas "Hackers" acederam a dados de milhares de eleitores nos EUA

"Hackers" acederam a dados de milhares de eleitores nos EUA

Os dados pessoais de até 200 mil eleitores norte-americanos nos Estados do Illinois e do Arizona foram acedidos por piratas informáticos. O FBI está a investigar o caso.
"Hackers" acederam a dados de milhares de eleitores nos EUA
Paulo Zacarias Gomes 29 de agosto de 2016 às 23:34

Piratas informáticos, ou "hackers", conseguiram aceder às bases de dados dos sistemas eleitorais electrónicos de dois Estados norte-americanos, um ataque que terá envolvido até 200 mil registos pessoais de eleitores.

Segundo a CNN, que cita fontes oficiais, o FBI está a investigar o acesso ilegal, que terá ocorrido em Junho e só foi descoberto um mês depois.

No caso do Illinois, o departamento responsável pela gestão dos dados dos eleitores diz-se confiante de que os "hackers" não terão conseguido realizar quaisquer alterações nos elementos consultados. Em causa estão dados como nomes, endereços, género e datas de nascimento.

No Arizona as autoridades desligaram o sistema electrónico depois de alertadas pelo FBI de que existiam uma ameaça de ciberataque. Neste caso, foi detectado que pelo menos o nome de utilizador e a palavra passe de um responsável pelo sistema eleitoral – que dá acesso à base de dados estatal - foi divulgada num site, alegadamente depois de ter sido descarregado um sistema com um vírus.

A preocupação das autoridades é que informação pessoal possa ter sido roubada – e usada em transacções financeiras não autorizadas - e não tanto que os resultados de uma eleição possam ser adulterados electronicamente, até porque não estão ligados à internet.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI