Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Hans-Werner Sinn: "A opinião generalizada é que a Grécia não vai conseguir pagar a dívida"

Hans-Werner Sinn, presidente do instituto alemão Ifo, defende que é provável que a Grécia seja obrigada a reestruturar a sua dívida dado que, considera o responsável, Atenas não vai conseguir pagar.

Ana Laranjeiro alaranjeiro@negocios.pt 22 de Fevereiro de 2011 às 13:47
Hans-Werner Sinn considera que uma reestruturação da dívida grega é uma possibilidade real dado que as outras soluções produziriam resultados ainda mais negativos para a economia helénica.

Segundo a Bloomberg, o presidente do instituto alemão defende que os países da União Europeia não estão disponíveis para emprestar mais dinheiro à Grécia, e que uma retirada da moeda única iria arruinar o sistema bancário. E que um corte na ordem dos 20 ou 30% nos salários - com o objectivo de restaurar a competitividade do país – acabaria por conduzir a uma revolta da população.

“Eu vejo que a opinião generalizada é que a Grécia não vai conseguir pagar a sua dívida”, afirmou o responsável, esta terça-feira em Bruxelas. “Nós temos de os ajudar através de ‘haircut’”, segundo a agência de informação norte-americana.

Esta manhã foi revelado que a dívida pública da Grécia subiu 14% para os 340,2 mil milhões de euros em 2010, o que equivale a 148,6% do Produto Interno Bruto do país, segundo o “Expansión”.

O resultado ficou ainda assim abaixo do prognóstico, que apontava para 343,2 mil milhões de euros. De acordo com um relatório do Ministério das Finanças grego citado pelo jornal espanhol, este aumento representa um incremento de 41,8 mil milhões de euros em relação aos 298,5 mil milhões de euros que registava em 2009.
Ver comentários
Saber mais Werner Sinnm ifo Grécia reestruturação de dívida
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio