Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Impostos pagos pelos grande grupos em Espanha caem 76% em cinco anos

Entre 2006 e 2011, o imposto sobre as sociedades, o IRC espanhol, suportado pelos grandes grupos registou uma quebra de 76%, dos 12.600 milhões de euros para os 3.000 milhões, escreve hoje o diário “El Pais”. Na prática, foram tributados apenas 3,5% dos lucros.

Negócios negocios@negocios.pt 02 de Agosto de 2013 às 11:14
  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...

Os números respeitam a 2011 e foram esta semana divulgados pelo Fisco espanhol. Demonstram que as empresas aproveitaram ao máximo, durante estes cinco anos, a reforma do imposto, que reduziu taxas, e introduziu um “generoso sistema de deduções”, escreve o jornal.

 

Em 2007, o então Governo socialista aprovou uma reforma do imposto sobre as sociedades, reduzindo a taxa de 35% para 30% e, no caso das PME, de 30% para os 25%. A redução começou por estar prevista para ser gradual, mas acabaria por ser implementada quase imediatamente, com o Governo a estimar que o impacto da reforma na receita seria perfeitamente acomodável, já que a redução de taxas teria como consequência um aumento da competitividade fiscal e dos resultados das empresas, o que acabaria por reverter a favor dos cofres do Estado.

 

Em 2009, já em plena crise, o governo espanhol voltou a mexer no imposto, criando vários benefícios fiscais e permitindo, nomeadamente, acelerar o ritmo da amortização de activos.

 

As grandes empresas foram as que melhor aproveitaram a reforma, e, com a crise a penalizar fortemente os resultados, os níveis de imposto suportado acabaram por cair em toda a linha. No caso dos grandes grupos, a queda foi de 76%. Olhando para o conjunto das empresas, verificou-se uma redução de 31% nos impostos pagos, de 209.262 milhões em 2006, para 143.890 milhões em 2011.

 

Segundo o "El Pais", que cita a Agência Tributária espanhola, em 2011 havia cerca de 4.000 grupos a aproveitar o regime especial de tributação. Integravam nos seus perímetros à volta de 32 mil empresas, cujos resultados consolidavam.

Ver comentários
Saber mais Espanha impostos IRC
Outras Notícias