Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Índia enfrenta crescimento mais baixo da década

A terceira maior economia asiática poderá vir a crescer entre 5,7 a 5,9% até Março, o que fica claramente abaixo da última estimativa, que se situava em 7,85%.

Jorge Garcia jorgegarcia@negocios.pt 17 de Dezembro de 2012 às 11:06

A economia Indiana pode vir a crescer ao ritmo mais lento da década no corrente ano fiscal, de acordo com as previsões do Ministério das Finanças, que calcula que a inflação venha a abrandar o crescimento através do corte nas taxas de juro.

 

A terceira maior economia asiática poderá vir a crescer entre 5,7 a 5,9% até Março, o que fica claramente abaixo da última estimativa, que se situava em 7,85%. Esta percentagem será a menor desde 2003, quando o produto interno apenas cresceu 4%.

 

O banco central da Índia, que decide sobre a política monetária, tem até agora resistido aos pedidos do ministro das Finanças, Palaniappan Chidambaram, para que este baixe as taxas, optando por manter a taxa de recompra nos 8%, de forma a sensibilizar a inflação.

 

Para reavivar a confiança na economia, o primeiro-ministro Manmohan Singh encetou algumas reformas políticas para permitir o investimento estrangeiro no retalho e restringindo os subsídios energéticos, de acordo com a Bloomberg.

 

Tanto a política fiscal como a monetária vão precisar de suportes para manter a confiança dos investidores, segundo o primeiro-ministro. A inflação no final de Março estará, provavelmente, entre 6,8 e 7% e o défice do Orçamento do Estado será de 5,3% do PIB (Produto Interno Bruto), de acordo com o ministro das Finanças.

Ver comentários
Saber mais Índia
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio