Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Indicador da OCDE para Portugal atinge máximo de sete anos

Dados da OCDE continuam a antecipar uma melhoria na economia portuguesa, com o indicador avançado da instituição a subir pelo 21º mês consecutivo em Fevereiro. Atingiu mesmo o registo mais elevado em sete anos, superando o anterior máximo de 2011.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 08 de Abril de 2014 às 12:02
  • Assine já 1€/1 mês
  • 9
  • ...

O indicador compósito avançado da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), concebido para antecipar pontos de viragem na actividade económica em relação à tendência, voltou a subir em Fevereiro, registando a 21ª subida consecutiva para Portugal.

 

A OCDE revelou esta terça-feira, 8 de Abril, que o indicador subiu em Janeiro para 102,94 pontos, o que representa o registo mais elevado desde Abril de 2007. De acordo com a base de dados da OCDE, a leitura de Fevereiro supera o anterior máximo verificado em Janeiro e Fevereiro de 2011, quando atingiu os 102,5 pontos. Em Janeiro deste ano tinha ficado em 102,4 pontos.

 

Entre Fevereiro e Janeiro deste ano o indicador subiu 0,53%, enquanto na variação homóloga (Fevereiro deste ano contra Fevereiro do ano passado) a subida foi de 4,78%.

 

Esta taxa de crescimento homóloga tem vindo a acentuar o movimento positivo ao longo dos últimos meses, sugerindo que a economia portuguesa vai ao longo deste ano reforçar a tendência de recuperação que encetou em 2013.   

 

As estimativas do Governo, troika e também do Banco de Portugal apontam para que o PIB de Portugal cresça 1,2% este ano, colocando fim a três anos de recessão.

 

Os números da OCDE revelados esta terça-feira mostram ainda melhorias nas perspectivas relativas à economia da Espanha, Grécia e Irlanda.  Apontam para um crescimento estável na França e colocam a Alemanha a "crescer acima da média".

 

 

Ver comentários
Saber mais OCDE conjuntura economia
Mais lidas
Outras Notícias