Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Indicador de clima económico português deteriorou-se em Março

O indicador de clima económico, que mede a confiança dos empresários nos sectores da construção e obras públicas, comércio, indústria e serviços, deteriorou-se em Março caindo para 0,6 pontos negativos contra 0,3 pontos negativos em Fevereiro, divulgou o

Paulo Moutinho 20 de Abril de 2006 às 15:33
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O indicador de clima económico, que mede a confiança dos empresários nos sectores da construção e obras públicas, comércio, indústria e serviços, deteriorou-se em Março caindo para 0,6 pontos negativos contra 0,3 pontos negativos em Fevereiro, divulgou o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Em Março, o indicador de clima degradou-se «em resultado do movimento observado nos sectores de Comércio, Indústria e Serviços».

No mesmo comunicado, o INE refere que «o consumo privado manteve um crescimento relativamente forte devido ao comportamento de ambas as componentes, consumo corrente e consumo duradouro, a avaliar pelo indicador quantitativo», embora em Março o indicador qualitativo tenha apresentado uma evolução mais moderada.

O indicador de investimento «melhorou relativamente ao registado em Janeiro, havendo sinais que apontam para a continuação deste movimento», refere.

No mercado de trabalho, os dados disponíveis «fornecem indicações mistas: por um lado, os Indicadores de Curto Prazo sobre o emprego deterioraram-se, em linha com o abrandamento do crescimento das ofertas de emprego nos Centros de Emprego; por outro lado, os pedidos de emprego por parte de desempregados registaram uma ténue desaceleração e as expectativas dos agentes económicos melhoraram, sem alcançar, no entanto, os níveis atingidos em finais do primeiro semestre de 2005», refere o INE.

As expectativas de desemprego recuaram em Março para os 50,6 pontos, dos 53,6 pontos verificados no mês anterior.

A inflação foi de 3,1% em Março, aumentado em 0,3 pontos percentuais face a Fevereiro e situando-se ao nível mais elevado desde Setembro de 2003.

O INE acrescenta que, no entanto, «o indicador de inflação subjacente desacelerou, situando-se em 1,8% em Março».

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias