União Europeia Inflação na Zona Euro em máximos de cinco meses. Portugal tem a 2.ª mais baixa

Inflação na Zona Euro em máximos de cinco meses. Portugal tem a 2.ª mais baixa

Os preços no consumidor na Zona Euro subiram 1,7% em abril, acelerando face ao mês anterior. Já em Portugal a inflação acelerou para os 0,9%, a segunda taxa mais baixa entre os Estados-membros.
Inflação na Zona Euro em máximos de cinco meses. Portugal tem a 2.ª mais baixa
Pedro Elias
Tiago Varzim 17 de maio de 2019 às 10:13
A inflação da Zona Euro fixou-se em 1,7% em abril deste ano, acelerando face aos 1,4% registados em março e atingindo um máximo de cinco meses. Os dados foram confirmados esta sexta-feira, 17 de maio, pelo Eurostat, após a estimativa rápida revelada no início do mês.

A inflação subjacente - que exclui os produtos energéticos e produtos alimentares não transformados uma vez que estes são historicamente mais voláteis - também acelerou de 0,8% para 1,3%. Este é a maior variação anual da inflação subjacente desde outubro do ano passado.


O maior contributo para a inflação do conjunto da área do euro foi dado pelos serviços (0,86 pontos percentuais), seguidos da energia (0,51 p.p.). 

No caso de Portugal, a inflação também acelerou. O Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC) - o indicador que o Eurostat usa para comparar os países europeus - registou uma variação homóloga de 0,9% em abril, acima dos 0,8% de março. 

Ainda assim, a inflação em Portugal foi a segunda mais baixa, a par da Dinamarca, só superada pela da Croácia (0,8%). Os preços subiram mais em países como a Roménia (4,4%) e a Hungria (3,9%). 

Em comparação com março, a inflação em abril subiu em 19 Estados-membros, manteve-se estável em dois e caiu em seis. 

No conjunto da União Europeia, a inflação foi de 1,9% em abril, acima dos 1,6% registados em março.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI