Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Inflação homóloga terá subido para 2,5% em Novembro com vestuário e calçado

O índice de preços no consumidor terá aumentado 0,5% em Novembro, colocando a inflação homóloga em 2,5%, acima dos 2,1% de Outubro, segundo as previsões avançadas hoje pela Direcção Geral da Empresa, que estima que as principais contribuições se concentre

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 06 de Dezembro de 2004 às 13:29
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O índice de preços no consumidor terá aumentado 0,5% em Novembro, colocando a inflação homóloga em 2,5%, acima dos 2,1% de Outubro, segundo as previsões avançadas hoje pela Direcção Geral da Empresa, que estima que as principais contribuições se concentrem «fundamentalmente» nos artigos de vestuário e de calçado.

Segundo a mesma fonte, em Novembro a evolução homóloga do índice de preços no consumidor terá sido de 2,5%, contra os 2,1% do mês anterior. Também a inflação média anual terá sido de 2,4% em Novembro, superior em uma décima no passado mês de Outubro.

A confirmar-se estas previsões, a inflação de 2004 ficará acima do projectado pelo Governo, que aguarda uma inflação média de 2% este ano.

A DGE explica a previsão de subida mensal dos preços com o contributo dos artigos de vestuário e calçado, salientando que «as variações esperadas reflectem subidas dos preços motivadas pelo lançamento das novas colecções de Inverno».

Segundo o Instituto Nacional de Estatística a taxa de variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor (IPC) em Portugal situou-se nos 2,1% em Outubro, com a classe dos Transportes a apresentar, no mês em análise, a contribuição «mais elevada» para a variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor (IPC) total, «justificando cerca de 40% da variação homóloga total».

Face ao mês anterior, o IPC total cresceu 0,6% em Outubro, onde as maiores taxas de variação foram observadas nas classes referentes aos artigos de vestuário e calçado (5,9%), dos bens e serviços relacionados com a educação (3,8%) e dos produtos na área dos transportes (1,0%). A variação média dos últimos 12 meses foi de 2,3%.

O INE deverá revelar os dados da inflação de Novembro na próxima semana.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias