Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Inflação nos EUA recua inesperadamente em Agosto

Os preços pagos pelos consumidores norte-americanos caíram, inesperadamente, em Agosto, pela primeira vez este ano, em resultado da descida dos preços dos combustíveis e com a manutenção dos custos com as habitações.

Paulo Moutinho 19 de Setembro de 2007 às 13:58
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os preços pagos pelos consumidores norte-americanos caíram, inesperadamente, em Agosto, pela primeira vez este ano, em resultado da descida dos preços dos combustíveis e com a manutenção dos custos com as habitações.

De acordo com os dados divulgados pelo Departamento do Trabalho dos EUA, citados pela Bloomberg, a taxa de inflação nos EUA, a maior economia do mundo, caiu 0,1% em Agosto, depois do aumento de 0,1% no mês anterior.

Os economistas consultados pela agência Bloomberg estimavam que a taxa de inflação tivesse permanecido inalterada face ao mês anterior. As estimativas dos 79 economistas consultados variavam entre uma quebra de 0,3% e um aumento de 0,3%.

A taxa "core", que exclui do cabaz a alimentação e a energia, os preços subiram 0,2% tal como era esperado pelos mesmos economistas.

Para a descida da inflação contribuiu a redução dos preços pagos pelos consumidores pelos combustíveis, em resultado de um ligeiro recuou das cotações do petróleo nos mercados, no mês em analise. As cotações do petróleo voltaram a subir em Setembro, atingindo níveis recorde.

Além da descida dos preços dos combustíveis, segundo os dados divulgados pelo Departamento do Trabalho, assistiu-se também a uma estagnação nos custos associados com as habitações.

Este dado surge um dia depois da Reserva Federal dos EUA ter reduzido a taxa de juro em 50 pontos base, para os 4,75%. A descida deste indicador poderá aliviar os receios da Fed de que a inflação poderá ser um risco para a economia do país.

Mais lidas
Outras Notícias