Economia Instabilidade política tem “impacto negativo” na força da marca Portugal

Instabilidade política tem “impacto negativo” na força da marca Portugal

Portugal subiu cinco posições no ranking da Força de Marca País em 2015, publicado pela Brand Finance. No entanto, a actual instabilidade política pode prejudicar o desempenho futuro da marca Portugal, alerta Pedro Tavares, partner CEO da consultora.
Instabilidade política tem “impacto negativo” na força da marca Portugal
Inês F. Alves 28 de outubro de 2015 às 10:30

"A instabilidade governativa actual tem seguramente um impacto negativo no índice de Força de Marca do país e consequentemente no valor financeiro que lhe é atribuído", considera Pedro Tavares, da Brand Finance, consultora que avalia o valor e a força das marcas a nível mundial.

 

Segundo o índice da Brand Finance, Portugal ocupa em 2015 a 30º posição num ranking de 50 países listados consoante a Força de Marca dos países, tendo evoluído do patamar "moderado para robusto" de 2014 para 2015, assinalou Pedro Tavares, destacando também que Portugal evoluiu em todas as variáveis consideradas.

 

"Para a avaliação da Força de Marca País são auditadas 3 dimensões, nomeadamente Produtos e Serviços, Ambiente Económico e Político, e Sociedade", sendo estas "compostas por atributos que são avaliados pelo público em geral - privados e empresas - e por meios de comunicação em mais de 50 países", explicou o responsável.

 

Assim, "e com base na experiência de análise que temos registado ao longo de anos, os ‘stakeholders’ externos vão penalizar a instabilidade política actual - que se reflecte na economia - e o colocar em causa de compromissos internacionais assumidos", considera.

 

Na opinião do consultor, "se a resolução [da situação política] não for rápida e se os compromissos assumidos forem postos em causa, aos olhos externos a reputação do País e a sua Força de Marca vão ser afectadas nas dimensões de Produtos e Serviços, Ambiente Económico e Político e em atributos como Governo Politico, Regras de Mercado, Capacidade competitiva, Desenvolvimento, Regulação e Impostos, Protecção do Investimento".

 

A liderar em 2015 o ranking de Força de Marca País em 2015 está a Singapura, com 88 pontos, e a Suíça, com 86 pontos. No sentido contrário, as Filipinas ocupam a 50º posição, com 62 pontos, e a Costa Rica, com 63 pontos. Portugal situa-se ligeiramente abaixo do meio da tabela, com 70 pontos, ficando à frente da vizinha Espanha, que soma aqui 66 pontos.

 

No que diz respeito ao valor da marca Portugal – onde o ponto de partida é o produto interno bruto de cada país e cuja avaliação está relacionada com a receita gerada associada à marca -, o país ocupa a 50º posição, num ranking liderado pelos EUA, pela China e pela Alemanha. Neste caso, Espanha situa-se na 16º posição do ranking.

 

De referir que Portugal conta com uma empresa no ranking das 500 marcas mais valiosas do mundo, a EDP, que ocupa em 2015 a 499º posição do índice publicado em Fevereiro deste ano pela Brand Finance e que é liderado pela norte-americana Otis e pela chinesa Xiaomi.




Marketing Automation certified by E-GOI