Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Investigação perdeu o rasto a muitos milhões de euros no caso Freeport

Não houve acusação de corrupção, mas não se apurou o destino do dinheiro, noticia hoje o “Público”, acrescentando que se houve crime, prescreveu.

Negócios negocios@negocios.pt 30 de Julho de 2010 às 09:11
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
O despacho final do Ministério Público no inquérito ao licenciamento do Freeport manda arquivar os autos no que toca a eventuais crimes de corrupção e tráfico de influência, mas deixa claro que não foi encontrado o destino de avultadas verbas que passaram pelas mãos de alguns arguidos.

De acordo com o “Público”, a única acusação proferida respeita à alegada tentativa de extorsão praticada por Manuel Pedro e Charles Smith, donos da consultora Smith & Pedro (S&P) junto do grupo Freeport, e tem por base sucessivos pedidos de dinheiro que aqueles fizeram para pagar subornos e que não terão sido satisfeitos.


Outra coisa são os pagamentos feitos à S&P e a vários arguidos pelo grupo Freeport e outras empresas ligadas ao projecto, cujo destino final não foi esclarecido e que poderiam estar relacionados com pagamentos ilegais a que há abundantes referências em documentos e testemunhos constantes dos autos.



Ver comentários
Outras Notícias