Zona Euro Irlanda sai e deixa Guindos sozinho na corrida à vice-presidência do BCE

Irlanda sai e deixa Guindos sozinho na corrida à vice-presidência do BCE

O ministro irlandês das Finanças anunciou esta tarde que Philip Lane já não está na corrida à vice-presidência do BCE, porque o país quer uma decisão baseada num consenso. Luis de Guindos é agora o único candidato.
Irlanda sai e deixa Guindos sozinho na corrida à vice-presidência do BCE
Bruno Simão/Negócios
Negócios 19 de fevereiro de 2018 às 14:13

O candidato irlandês ao lugar de vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE) já não está na corrida, pelo que o espanhol Luis de Guindos deverá mesmo substituir Vítor Constâncio no cargo.

O ministro irlandês das Finanças anunciou que Philip Lane (na foto), governador do banco central daquele país, foi retirado da corrida, porque a Irlanda pretende uma decisão tomada por consenso.  

Antes da reunião do Eurogrupo, em Bruxelas, Paschal Donohoe garantiu ainda que a Irlanda vai apoiar o candidato espanhol Luis de Guindos, que é agora o único na corrida.

"Há algumas semanas nomeei Philip Lane para o cargo de vice-presidente do Banco Central Europeu. Hoje, confirmo que não vamos apresentar esta candidatura na votação desta tarde", declarou o ministro irlandês, citado pela Lusa, à chegada à reunião de ministros das Finanças da Zona Euro.

 

Pascal Donohoe justificou a decisão com o facto de "dada a importância do cargo, ser importante a decisão ser tomada por consenso", evitando-se assim uma divisão na votação de hoje.

 

Luis de Guindos, ministro espanhol da Economia, que é apoiado por Portugal, deverá ser nomeado esta tarde pelos ministros das Finanças da Zona Euro para ocupar a posição de Vítor Constâncio, que está na vice-presidência da autoridade monetária desde Junho de 2010.

Na passada quinta-feira, a comissão de Economia do Parlamento Europeu havia até considerado que o candidato irlandês foi "mais convincente" do que o espanhol na audição do dia anterior.

 

"Os dois candidatos fizeram uma boa apresentação. A maioria dos grupos políticos considerou o desempenho do governador (do banco central irlandês) Lane mais convincente. Alguns grupos manifestaram reservas quanto à nomeação do ministro (da Economia espanhol) Guindos", disse o presidente da comissão, Roberto Gualtieri, em comunicado citado pela agência Efe.






A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
General Ciresp 19.02.2018

So encontro uma explicacao:ele foi chamado ao gabinete da primeira ministra de Inglaterra Sra. Theresa My,ou na ultima hipotse vai aguardar pelo lugar do fina-flor mario draghi.

Saber mais e Alertas
pub