Angola Isabel dos Santos: Acusações representam um "circo para esconder o passado negro da Sonangol"

Isabel dos Santos: Acusações representam um "circo para esconder o passado negro da Sonangol"

A empresária angolana reagiu às acusações que foram feitas sobre a sua gestão na Sonangol, afirmando que "o problema da Sonangol não é e nunca foi Isabel dos Santos".
Isabel dos Santos: Acusações representam um "circo para esconder o passado negro da Sonangol"
Miguel Baltazar
Negócios 04 de março de 2018 às 21:16

Isabel dos Santos reagiu este domingo, num longo comunicado, às acusações de que foi alvo por parte da nova administração da Sonangol, afirmando que "não pode deixar de demonstrar a minha total indignação com a forma como, sob o título de "Constatações/Factos" foram feitas acusações e insinuações graves, algumas das quais caluniosas, contra a minha honra e contra o trabalho sério, profissional e competente que a equipa do anterior Conselho de Administração desenvolveu ao longo de 18 meses".

 

A empresária angolana considera que foi lançado um " ataque directo ao anterior Conselho, e à minha pessoa em particular, com insinuações e acusações directas de desonestidade", pelo que "não deixarei de tomar todas as medidas, e encetar todas as providências legais, adequadas e necessárias à protecção do meu bom nome e defesa dos meus direitos".

 

Sobre as acusações lançadas pelo actual presidente da Sonangol, Isabel dos Santos considera que "trata-se de nada mais que um circo, uma encenação! Procurar buscar um bode expiatório, para esconder o passado negro da Sonangol, e escolher fazer acusações ao anterior Conselho de Administração".

 

No longo comunicado onde refuta todas as acusações que foram lançadas sobre a anterior gestão da Sonangol, Isabel dos Santos considera que "as tentativas de Carlos Saturnino de reescrever a história são consequência, no meu entender, de um retorno em força da cultura de irresponsabilidade e desonestidade que afundaram a Sonagol em primeiro lugar".

 

A empresária adianta que existem "interesses financeiros que durante anos aproveitaram e construíram fortunas ilegítimas à custa da Sonangol, e agora tudo fazem para que o escândalo da minha acusação difamatória distraia a opinião pública de ver os verdadeiros responsáveis".

 

"Esta campanha generalizada e politizada contra mim faz-me acreditar que estão de retorno os interesses das pessoas que enriqueceram bilhões à custa da Sonangol. São estes que hoje fomentam e agitam a opinião pública de forma a poder retomar os seus velhos hábitos", refere a empresária, acrescentando que "o problema da Sonangol não é e nunca foi Isabel dos Santos, mas sim a irresponsabilidade da gestão e das entidades que beneficiarão de contratos leoninos e ganharam milhões, e hoje esperam poder continuar a gozar e viver desta prevaricação".

 

O Negócios publica hoje e amanhã uma entrevista exclusiva a Isabel dos Santos, onde a empresária angolana fala deste e de outros temas.




pub