Economia Itália vai opor-se ao orçamento europeu por incumprimento do acordo de migração

Itália vai opor-se ao orçamento europeu por incumprimento do acordo de migração

O líder da coligação de Governo italiana, Luigi di Maio, afirma que os congéneres europeus só avançam com o que lhes é "mais conveniente", referindo-se às políticas de migração, e como tal não espera fazer cedências nos vários pontos do próximo Orçamento do bloco.
Itália vai opor-se ao orçamento europeu por incumprimento do acordo de migração
Reuters
Negócios com Bloomberg 27 de agosto de 2018 às 07:51

Itália vai opor-se ao próximo orçamento europeu, afirmou o líder do executivo de coligação entre a Liga e o Movimento 5 Estrelas, Luigi Di Maio, através da respectiva página de Facebook, numa mensagem em vídeo.

Por detrás destas intenções está a política de aceitação de migrantes por parte de outras nações europeias que, segundo Di Maio, não estão a cumprir o acordado.

"Nós vamos analisar todas as medidas em discussões no que toca ao orçamento europeu e vamos bloquear o que não for conveniente para nós", começou o político italiano, para depois sustentar: "Os restantes Estados não estão a fazer o que não é conveniente para eles".

O assunto da migração volta ao centro da mesa, com esta nota de desagrado da parte de Roma, depois de na semana passada terem desembarcado 177 migrantes na costa transalpina e de, no dia 24 de Agosto, representantes da UE se terem reunido em torno das políticas migratórias sem alcançarem soluções definitivas.

No rescaldo da reunião do passado dia 24, o Comissário Europeu para a migração, Dimitris Avramopoulos, afirmou que o encontro em Bruxelas "foi apenas o primeiro passo" e defendeu que os "políticos italianos deveriam pôr fim ao jogo de acusações", acrescentando que "atacar a UE significa dar um tiro no pé".   




pub