Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Itália evita repreensão por ultrapassar défice

O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, escapou hoje a uma reprimenda por ter ultrapassado os limites orçamentais estabelecido pela União Europeia, depois de ter prometido reduzir o défice em 7,5 mil milhões de euros este ano.

Negócios negocios@negocios.pt 05 de Julho de 2004 às 16:21
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, escapou hoje a uma reprimenda por ter ultrapassado os limites orçamentais estabelecido pela União Europeia, depois de ter prometido reduzir o défice em 7,5 mil milhões de euros este ano.

Foi Berlusconi quem representou a Itália na reunião hoje realizada devido à demissão do ministro das Finanças italiano, Giulio Tremonti, no passado sábado.

O líder italiano espera conseguir manter o défice abaixo dos 3% do Produto Interno Bruto (PIB) imposto pela União Europeia.

Em conferência de imprensa, o ministro das Finanças alemão, Gerrit Zalm, disse que o resultado de 2004 adequa-se ao estabelecido pela UE, mas ao mesmo tempo será necessário implementar novas medidas para 2005, noticiou a Bloomberg.

O primeiro-ministro italiano arrisca-se a ultrapassar o défice, devido à promessa de baixar os impostos num total de 13 mil milhões de euros.

Itália vai reduzir as despesas em 4,2 mil milhões de euros e aumentar a receita pública retirando os benefícios fiscais das seguradoras e das instituições financeiras, o que engloba 1,3 mil milhões de euros, de acordo com um documento do governo italiano.

As vendas imobiliárias vão render dois mil milhões de euros extra este ano ao Estado italiano.

Berlusconi assegurou ainda que a lei que diminui os encargos com as pensões vai ser aprovada este mês, disse um membro do governo europeu.

Outras Notícias