Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

João Duque: "Pessoas descontaram o que lhes pediram, nem mais nem menos"

O economista João Duque considera que não é lícito o argumento usado pelo primeiro-ministro Pedro Passos Coelho para justificar os 12 meses de pensões quando os contribuintes descontaram 14.

João Duque: Deliberação do TC 'vai penalizar' Portugal 'aos olhos internacionais'
Negócios 17 de Dezembro de 2012 às 09:35

O presidente do Instituto Superior de Economia e Gestão não concorda com a argumentação de Passos Coelho que criticou quem se queixa dos cortes e recebe reformas altas.

O economista João Duque considera que não é lícito o argumento usado pelo primeiro-ministro Pedro Passos Coelho para justificar os 12 meses de pensões quando os contribuintes descontaram 14.

Citado pela Rádio Renascença, o presidente do ISEG diz as pessoas descontaram aquilo que lhes pediram na altura e não podem ser penalizadas por erros técnicos cometidos no passado.

 “Não é lícito dizer que por que ‘calculámos mal durante anos e anos a sua pensão de reforma, o senhor agora vai ser mais penalizado por isso’. Não me parece adequado, não há qualquer possibilidade de se imputar erro às pessoas, as pessoas descontaram o que lhes pediram, nem mais nem menos. Esse argumento não deve ser usado”, refere.

 

Ver comentários
Saber mais João Duque pensões
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio