Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

João Salgueiro: "Se continuarmos a afundar vamos assistir a sacrifícios bem piores"

João Salgueiro reagiu, assim, às palavras de Cavaco Silva que reafirmou hoje o que já havia dito há seis meses, que "há limites para os sacrifícios que são pedidos ao comum dos cidadãos".

Rita Faria afaria@negocios.pt 19 de Outubro de 2011 às 13:39
“Cavaco Silva encosta-se a verdades incontroversas tanto na teoria política como na teoria económica, por isso, é difícil não concordar”, afirmou João Salgueiro em reacção às palavras do Presidente da República que afirmou hoje que os cortes no subsídio de Natal e de férias apenas à função pública “são uma violação da equidade fiscal”.

Por outro lado, o economista discordou do comentário do PR quando disse que “há limites para o sacrifício”.

O antigo presidente da APB considera, por seu lado, que “não haverá limites e que se continuarmos a afundar vamos a assistir a sacrifícios piores”.

João Salgueiro lembrou que Portugal está a concorrer com os países asiáticos e o seu modelo social é muito mais baixo.

“Os portugueses têm de ter uma atitude diferente e o estilo de vida tem de mudar porque os portugueses escolheram o caminho das facilidades nos momentos eleitorais”, concluiu.

Ver comentários
Saber mais João Salgueiro Cavaco Silva afundar sacrifícios piores
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio