Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Jornalistas DN lançam abaixo-assinado para pedir intervenção do CR perante despedimento de editor

Os jornalistas do Diário de Notícias (DN) lançaram hoje um abaixo-assinado que pede a intervenção "imediata e profunda" do Conselho de Redacção (CR) para averiguar as razões do despedimento do editor de economia do jornal.

Negócios com Lusa 01 de Agosto de 2007 às 18:09
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os jornalistas do Diário de Notícias (DN) lançaram hoje um abaixo-assinado que pede a intervenção "imediata e profunda" do Conselho de Redacção (CR) para averiguar as razões do despedimento do editor de economia do jornal.

O jornalista João D"Espiney foi despedido seis meses depois da sua contratação para a equipa do jornal detido pela Controlinveste, período no qual assumiu as funções de editor de economia.

A direcção do DN comunicou segunda-feira ao jornalista o seu afastamento, uma decisão que surgiu dois dias antes de acabar o período de experiência previsto na lei (180 dias), afirmou à agência Lusa fonte da redacção, adiantando que o editor-adjunto de economia Pedro Ferreira Esteves colocou o cargo à disposição.

"O que preocupa os abaixo-assinados não é a despromoção de João D"Espiney de editor a jornalista, mas sim o seu despedimento poucos dias antes de terminar o seu período de experiência - e sem que alguma vez lhe tivesse sido transmitido, de forma clara, a insatisfação da direcção com o seu trabalho", refere o documento ao qual a Lusa teve acesso.

Perante esta situação, os jornalistas solicitaram a intervenção "imediata e profunda" do CR, pedindo ao órgão representativo para "averiguar os motivos" deste despedimento e as "orientações futuras neste tipo de matérias, auscultando não só a direcção, mas também os jornalistas".

O mesmo texto afirma que as diligências efectuadas pelo CR, que emitiu um comunicado terça-feira, foram, até ao momento, "insuficientes".

Para os jornalistas do DN, a decisão da direcção em despedir o jornalista João D"Espiney surpreende, destacando a "dedicação e empenho" do editor, a "qualidade do seu trabalho" e a "falta de fundamentos apresentados para o seu despedimento".

"A injustiça de que foi alvo gera um sentimento de insegurança e desorientação no seio da redacção", reforça o abaixo-assinado.

O texto da redacção do DN manifesta ainda "apreensão" pela forma como a direcção desta publicação se tem relacionado com os seus trabalhadores.

"A saída de jornalistas de valor e qualidade reconhecidos, que sucessivamente não são substituídos, tem empobrecido a publicação e a sua capacidade de afirmação no mercado", conclui o abaixo-assinado.

Até ao início da tarde de hoje, o abaixo-assinado somava cerca de 30 assinaturas, número considerado "razoável" pelo facto de metade da redacção estar de férias, segundo a mesma fonte.

A agência Lusa tentou contactar a direcção do DN, mas, até ao momento, não foi possível.

Ver comentários
Outras Notícias