Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Juízes Rui Rangel e Fátima Galante constituídos arguidos

Rui Rangel e Fátima Galante foram constituídos arguidos no âmbito da chamada operação Lex, segundo avançou à Lusa uma fonte ligada ao processo.

Pedro Simões
Lusa 30 de Janeiro de 2018 às 18:39
Os juízes desembargadores Rui Rangel e Fátima Galante foram hoje constituídos arguidos no âmbito da operação 'Lex' e vão ser inquiridos no Supremo Tribunal de Justiça, disse à Lusa fonte ligada ao processo.

A PJ deteve hoje cinco pessoas e constituiu vários arguidos numa operação a nível nacional para confirmar a eventual prática dos crimes de corrupção, recebimento indevido de vantagem, branqueamento, tráfico de influências e fraude fiscal qualificada.

Esta operação, denominada "Lex", foi realizada pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção (UNCC) e decorreu no âmbito de um inquérito que corre termos no Supremo Tribunal de Justiça, coadjuvado pelo Departamento Central Investigação e Acção Penal.

Em comunicado, a Polícia Judiciária adianta que durante a operação foram realizadas trinta e três buscas, sendo vinte domiciliárias, três a escritórios de advogados, sete a empresas e três a postos de trabalho.

Fonte da PJ disse à Lusa na manhã de hoje que as buscas realizadas incluíam a casa e o gabinete do juiz desembargador do Tribunal de Relação de Lisboa Rui Rangel, a SAD do Benfica, a casa do presidente do clube, Luís Filipe Vieira, assim como residências da ex-mulher de Rui Rangel, a juíza Fátima Galante, do advogado José Sousa Martins e do seu filho.

No comunicado, a PJ refere que entre os detidos (quatro homens e uma mulher) estão dois advogados e um oficial de justiça, e constituídos vários arguidos.

O advogado João Correia, mandatário de Luís Filipe Vieira, disse hoje que este não foi constituído arguido, mas admite essa possibilidade.

Rui Rangel e Fátima Galante terão se ser ouvidos no Supremo Tribunal de Justiça por serem juízes desembargadores.

Em Outubro de 2016, o Conselho Superior de Magistratura instaurou um inquérito ao juiz desembargador Rui Rangel, no âmbito do processo "Rota do Atlântico", depois de a Procuradoria ter também aberto uma investigação com origem numa certidão do processo "Rota do Atlântico".

Este inquérito, segundo o Conselho Superior de Magistratura, ainda decorre.
Ver comentários
Saber mais Rui Rangel Fátima Galante José Sousa Martins PJ Lex Supremo Tribunal de Justiça Conselho Superior de Magistratura Operação Atlântico Luís Filipe Vieira
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio