Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Juros de Portugal disparam mais de 100 pontos base após corte de "rating" para lixo (act)

Redução do "rating" está a ter um impacto mais negativo nos juros portugueses, que sobem mais de um ponto percentual em todos os prazos. BCE está a comprar dívida espanhola e italiana, mas não há notícias que esteja a comprar obrigações portuguesas.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 16 de Janeiro de 2012 às 10:52
  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...
O corte do “rating” da Standard & Poor’s a Portugal está a ter um impacto negativo acentuado nas “yields” das obrigações portuguesas, que sobem mais de 100 pontos base em todos os prazos.

De acordo com as taxas genéricas da Bloomberg, a “yield” da divida portuguesa a dois anos sobe 122 pontos base para 13,90%. No prazo a cinco anos a rendibilidade exigida pelos investidores para comprar dívida portuguesa aumenta 113 pontos base, enquanto na maturidade a 10 anos o agravamento é de 103 pontos base.

Esta subida anula parte do alívio sentido nas últimas semanas nos juros da dívida portuguesa no mercado secundário, reflectindo a decisão da S&P de colocar o “rating” de Portugal em dois níveis. A notação financeira desceu para BB, uma classificação no nível de lixo. Também a Moody’s e a Fitch já tinham colocado a dívida portuguesa neste patamar.

O corte a Portugal, na última sexta-feira, foi aplicado também a outros oito países do euro. Espanha e Itália também sofreram um corte de dois níveis e a França perdeu o “rating” máximo.

Contudo, nestes países o corte da S&P não está a ter impacto nos juros da dívida, já que, de acordo com a Bloomberg, o Banco Central Europeu está hoje a comprar dívida italiana e espanhola. A autoridade monetária tem comprado dívida portuguesa nas últimas sessões, mas hoje não o estará a fazer, o que explica o maior agravamento dos juros em Portugal.

A “yield” da dívida espanhola a dois anos está estável em 3,02%, sofrendo um agravamento de 2 pontos base para 5,24%. Em Itália os juros das obrigações a dois anos sobem 4 pontos para 4,33%, sofrendo um agravamento de 7 pontos base para 6,71% na maturidade a 10 anos.

Os juros de França até estão em queda ligeira nos prazos mais curtos e estáveis nos prazos mais longos. O país vai esta manhã efectuar um leilão de dívida pública, no primeiro teste aos mercados, depois do país ter perdido o “rating” máximo da S&P.

Ver comentários
Saber mais rating juros yield
Outras Notícias