Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Juros na Zona Euro poderão ainda não ter atingido o pico

O membro do conselho de governadores do Banco Central Europeu (BCE), Nicholas Garganas considera que a taxa de juro de referência para a Zona Euro poderá ainda não ter atingido os pico nos 3,75%.

Paulo Moutinho 27 de Março de 2007 às 09:37
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O membro do conselho de governadores do Banco Central Europeu (BCE), Nicholas Garganas, considera que a taxa de juro de referência para a Zona Euro poderá ainda não ter atingido os pico nos 3,75%.

"Não diria que os juros já atingiram um nível que possa ser descrito como o pico", afirmou o governador do banco da Grécia, durante uma entrevista em Atenas, citada pela Bloomberg.

Garganas acrescentou que "ainda persistem riscos inflacionistas. Temos que aguardar e ver se existe alguma possibilidade destes riscos se materializarem. Se tivermos de agir, agiremos".

Na última reunião do BCE, no início deste mês, Jean Claude-Trichet, o presidente da autoridade monetária da Zona Euro, voltou a aumentar o preço do dinheiro, pela sétima vez desde o final de 2005.

O BCE colocou a taxa de referência nos 3,75%, deixando em aberto a possibilidade de novos aumentos. Garganas considera que a política monetária da Zona Euro é ainda "acomodatícia" e que este nível de juros "não é particularmente elevado".

A nova subida dos juros voltou a ser justificada com as pressões inflacionistas. No entanto, há seis meses que a inflação nos 13 estados-membros se mantém abaixo do "tecto" de 2% definido pelo BCE.

O BCE reviu em alta as suas previsões de crescimento económico para este ano e para o próximo. O banco estima uma evolução de 2,5% em 2007 e de 2,6% em 2008, enquanto a inflação deverá acelerar para os 1,8% este ano e para os 2% no próximo.

"A dinâmica de crescimento da Zona Euro é auto-sustentada", afirmou Garganas, acrescentando que "nestas condições acredito que é importante ancorar as expectativas de preços. O crescimento permanece sustentável neste sentido", concluiu.

Outras Notícias