Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Katainen: A Europa está a ficar sem opções para resolver a crise da dívida

O primeiro-ministro da Finlândia disse que a Europa está a ficar sem opções para resolver a crise da dívida e que cabe à Grécia e Itália convencer os mercados da sua capacidade para ultrapassarem os actuais apuros.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 18 de Novembro de 2011 às 15:26
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
“A União Europeia não pode restaurar a confiança se a Grécia e a Itália não o fizerem elas próprias”, disse o primeiro ministro finlandês, Jyrki Katainen, em entrevista a Bloomberg.

“Nós não podemos fazer nada para aumentar a confiança neles. Se existem dúvidas acerca da capacidade para tomarem decisões sensatas e correctas de política económica, ninguém pode reparar isso”, acrescentou.

As decisões tomadas pelas autoridades europeias não têm servido para contrariar o agravamento da crise orçamental. Uma das últimas decisões tomadas passou pela expansão dos fundos à disposição do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira. Este reforço não alterou a tendência de subida da percepção de risco da dívida de Itália, já que o preços dos contratos que permitem cobrir o risco de incumprimento da dívida italiana subiu 23 pontos base desde então.

Prometer mais ajudas europeias falha o objectivo porque “nada pode ter um impacto tão forte como um programa de medidas concretas, transparentes e oportunas” pela Grécia e a Itália, salientou Katainen.

O líder do governo finlandês não acredita que a solução para a crise passe pela saída de países do euro. A definição das regras de saída da moeda única “deveria ser discutida quando as regras forem revistas”, já que estas não constituem um “medicamento para solucionar esta crise.”

Ver comentários
Outras Notícias