Economia Kofi Annan alerta: Sem reforma, Conselho de Segurança da ONU perderá legitimidade

Kofi Annan alerta: Sem reforma, Conselho de Segurança da ONU perderá legitimidade

O ex-secretário-geral das Nações Unidas Kofi Annan defendeu hoje, em Marrocos, a necessidade de reformar o Conselho de Segurança, alargando o número de assentos permanentes, mas sem direito de veto, sob pena de este órgão perder a sua legitimidade.
Kofi Annan alerta: Sem reforma, Conselho de Segurança da ONU perderá legitimidade
Reuters
Negócios com Lusa 08 de abril de 2017 às 13:51

"A estrutura actual do Conselho de Segurança é baseada na realidade geopolítica da Segunda Guerra Mundial. O mundo mudou e nós temos de nos adaptar e isso não está a acontecer", alertou hoje Kofi Annan, numa intervenção no "Fim-de-semana da Governação Ibrahim", que decorre até domingo em Marraquexe, Marrocos.

Sobre a Síria, Kofi Annan considera que o conflito exige a cooperação entre EUA e Rússia.

O ganês Kofi Annan foi, entre 1 de Janeiro de 1997 e 1 de Janeiro de 2007, o sétimo secretário-geral da Organização das Nações Unidas. Foi sucedido pelo sul-coreano Ban Ki-moon, que deu lugar a António Guterres (na foto) no início deste ano.




Marketing Automation certified by E-GOI