Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Liberalização das rendas exclui 27% dos inquilinos

O Novo regime jurídico de arrendamento, que o Governo está a concluir e que conduzirá à liberalização das rendas, vai deixar de fora 26,7% os inquilinos. Isto porque o Governo pretende salvaguardar os arrendatários com mais de 65 anos e que, segundo os Ce

Negócios negocios@negocios.pt 10 de Fevereiro de 2004 às 08:19
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Novo regime jurídico de arrendamento, que o Governo está a concluir e que conduzirá à liberalização das rendas, vai deixar de fora 26,7% os inquilinos. Isto porque o Governo pretende salvaguardar os arrendatários com mais de 65 anos e que, segundo os Censos de 2001, representam mais de um quarto deste universo.

Deste modo, o aumento de rendas, que deverá ser gradual, vai ser particularmente gravoso para os inquilinos com contratos de arrendamento mais antigos e com menos de 65 anos. O escalão entre os 45 e os 64 anos, que representam 34,8% dos 862,8 mil arrendatários, será dos mais afectados com a liberalização das rendas.

A reforma da lei do arrendamento tem vindo a ser sucessivamente adiada pelo primeiro-ministro Durão Barroso, que receia as repercussões sociais e políticas da medida. O final do primeiro semestre é agora o prazo fixado para entrega do diploma no Parlamento.

(Notícia na integra na edição de hoje do Jornal de Negócios).

Outras Notícias