Política Líder parlamentar do PSD despede-se "com tristeza" e um "ate já" a Passos Coelho

Líder parlamentar do PSD despede-se "com tristeza" e um "ate já" a Passos Coelho

O líder parlamentar do PSD, Hugo Soares, disse compreender a decisão de Passos Coelho de renunciar ao mandato de deputado, mas admitiu ter recebido o anúncio hoje feito "com tristeza".
Líder parlamentar do PSD despede-se "com tristeza" e um "ate já" a Passos Coelho
Paulo Duarte
Lusa 11 de janeiro de 2018 às 14:53

"Foi para mim um privilégio muito grande ter servido o partido e o país ao lado de alguém com as características do doutor Pedro Passos Coelho e hoje o grupo parlamentar mais uma vez deu esse testemunho, de gratidão e de orgulho, e disse-lhe com muito afecto, com muito carinho, um até já", afirmou Hugo Soares, no final de uma reunião da bancada do PSD que durou quase três horas.

 

Questionado se concorda com a perspectiva do ex-dirigente social-democrata Miguel Relvas, que em entrevista hoje ao Público e à Rádio Renascença, diz que o próximo líder do PSD pode durar apenas dois anos, Hugo Soares escusou-se a comentar por não a ter "lido ao detalhe".

 

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, anunciou hoje na reunião do grupo parlamentar do partido que renunciará ao mandato de deputado no final de Fevereiro, já depois do próximo Congresso social-democrata, recebendo uma ovação de pé no final da intervenção.

 

No fim da reunião, instado pelos jornalistas a comentar a reacção da bancada à sua saída, Passos Coelho disse apenas que a recebeu "com muito prazer, pessoal e político", salientando que foi deputado muitos anos, mas escusou-se a fazer mais declarações.

 

O PSD escolhe no sábado em eleições directas o próximo presidente e sucessor de Pedro Passos Coelho - que lidera o partido desde 2010 - disputadas entre Pedro Santana Lopes e Rui Rio.