Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Lista dos atentados mais sangrentos após o 11 de Setembro

Após os ataques de 11 de Setembro de 2001 nos Estados Unidos - que, segundo números oficiais, causaram 2.978 mortos - os atentados mais sangrentos no mundo, excluindo o Iraque, segundo uma lista elaborada pela Agência Lusa.

Negócios negocios@negocios.pt 07 de Julho de 2005 às 16:43
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Após os ataques de 11 de Setembro de 2001 nos Estados Unidos - que, segundo números oficiais, causaram 2.978 mortos - os atentados mais sangrentos no mundo, excluindo o Iraque, segundo uma lista elaborada pela Agência Lusa.

01-10-2001: 38 mortos num atentado suicida perpetrado pelo "Exército de Muhamad" contra o parlamento do Caxemira, na Índia.

11-04-2002: 21 mortos numa sinagoga de Jerba, na Tunísia, num atentado atribuído à Al-Qaida.

05-08-2002: 22 mortos na explosão de viaturas armadilhadas em Cabul, no Afeganistão.

09-08-2002: 25 mortos em Jalalabad (Afeganistão) na sede de uma ONG envolvida na reconstrução do país.

05-09-2002: 25 mortos na explosão de uma viatura armadilhada em Cabul, Afeganistão.

12-10-2002: 202 pessoas morreram, a maioria das quais turistas australianos, em explosões numa discoteca em Bali, na Indonésia.

23-10-2002: terroristas tchetchenos assaltam o teatro Dubrovka de Moscovo. No ataque das forças de segurança, três dias depois, morreram 129 reféns e 41 terroristas.

27-12-2002: 80 mortos em dois atentados em Grozni (Tchetchénia).

12-05-2003: 59 mortos na explosão de uma viatura armadilhada em Znamenskoye, Tchetchénia. No mesmo dia, quatro explosões causaram 35 mortos, nove dos quais norte-americanos, em Riade, na Arábia Saudita.

16-05-2003: 45 mortos, quatro dos quais espanhóis, em cinco atentados em Casablanca (Marrocos), perpetrados por 14 bombistas suicidas.

04-07-2003: 53 mortos num atentado contra uma mesquita xiita em Queta, Paquistão.

01-08-2003: 50 mortos na explosão de uma viatura armadilhada contra o hospital militar de Mozdok (Tchetchénia).

19-08-2003: 23 mortos num atentado suicida perpetrado num autocarro em Jerusalém (Israel).

25-08-2003: 52 mortos na explosão de um carro armadilhado em Bombaim, na Índia.

20-11-2003: 27 mortos - um dos quais o cônsul britânico Roger Short - na explosão de duas bombas contra o Consulado britânico e o banco britânico HSBC em Istambul (Turquia).

06-02-2004: 40 mortos na explosão de uma bomba no metro de Moscovo, na Rússia.

27-02-2004: 137 mortos na explosão de um "ferry-boat", junto à ilha filipina de El Fraile, atribuída a Abu Sayyaf.

11-03-2004: Dez explosões em cadeia causam 191 mortos e 2.062 feridos em quatro comboios nos arredores de Madrid.

24-08-2004: 90 mortos na explosão de dois aviões na Rússia, num atentado atribuído ao terrorista Chamil Bassayev.

01-09-2004: Terroristas tchetchenos invadem a escola de Beslan (Ossétia do Norte) e fazem mais de 400 reféns. Dois dias depois, num assalto ao local das forças de segurança russas, mais de 330 pessoas morreram.

07-10-2004: 45 mortos num duplo atentado suicida em Multan, no centro do Paquistão. No mesmo dia, três atentados contra complexos turísticos na Península de Sinai, no Egipto, causaram 34 mortos.

19-03-2005: 50 mortos num santuário xiita em Naseerabad, no Paquistão.

01-06-2005: 19 mortos num ataque suicida contra uma mesquita em Kandahar, no Afeganistão.

Outras Notícias