Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Luis Montenegro: "Os senhores jornalistas conhecem muito melhor a Maçonaria que eu próprio"

O líder da bancada parlamentar do PSD rejeita que alguma vez tenha colocado interesses pessoais à frente dos interesses nacionais. Não respondeu à questão sobre se tem ligações à Maçonaria, considerando que os jornalistas "conhecem muito melhor a Maçonaria" do que ele próprio.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 03 de Janeiro de 2012 às 15:41
  • Partilhar artigo
  • 26
  • ...
Em causa estão notícias avançadas hoje pela imprensa que apontam para o envolvimento de Luis Montenegro com a Maçonaria e para o facto de o PSD ter apresentado um segundo relatório sobre as "secretas" onde não havia menções à maçonaria.

O "Expresso" revela hoje que Luís Montenegro faz parte da loja Mozart, onde está o ex-director do SIED, Jorge Silva Carvalho, ao mesmo tempo que integra a comissão parlamentar que investigou as irregularidades nas secretas e que censurou as alusões negativas à maçonaria.

O "Público" diz que num primeiro relatório, de 28 de Outubro, foram identificados "indícios e lançam suspeitas de ligações" de Jorge Silva Carvalho [que, até finais de 2010, dirigiu o Serviço de Informações Estratégicas de Defesa] a "conluios de poder", "pretensamente com a ambição de ocupar cargos dirigentes, incluindo nos Serviços de Informações". Entretanto o "Público" diz ter tido acesso a uma segunda versão, assim como o "Diário de Notícias", já sem menções à maçonaria.

Luis Montenegro defendeu-se esta tarde afirmando não saber a quem pertence a loja maçónica identificada pelo "Expresso" e garante que nunca colocou interesses pessoais à frente do interesse nacional.

"Nunca no exercício de funções públicas, coloquei ou colocarei qualquer interesse particular à frente do que é interesse nacional, interesse público. Quero dizer que considero que o funcionamento dos serviços de informações é um pilar essencial para garantir o funcionamento do Estado de direito" e dos direitos dos cidadãos, afirmou Luis Montenegro numa conferência de imprensa.

"Não sei a quem pertence essa loja maçónica", garantiu, referindo-se à loja Mozart referenciada pelo "Expresso".

Luis Montenegro sublinha que o objectivo do PSD no que toca à comissão que está a avaliar as "secretas" é "muito claro" e passa por "detectar imperfeições, circunstâncias anómalas que possam colocar em crise a solidez do nosso Estado de direito".

E por isso, Luis Montenegro repudia "de forma veemente qualquer insinuação que possa indiciar que um deputado do PSD ou eu próprio tratámos desta matéria" sem que a base tenha sido o interesse do Estado de direito.

"Os senhores jornalistas conhecem muito melhor a maçonaria que eu próprio. Não há nenhum interesse que possa colocar em causa" o objectivo desta comissão, acrescentou.

Luis Montenegro salientou ainda que foi "o grupo parlamentar [do PSD] que introduziu nas suas conclusões que é nefasto para o funcionamento da democracia, qualquer contaminação proveniente de grupos organizados, nomeadamente a Maçonaria. Creio que isso diz tudo".
Ver comentários
Saber mais Luis Montenegro Maçonaria PSD secretas
Outras Notícias