Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Mário Soares: Esta semana é crucial para saber se Europa cai no abismo

O ex-presidente da República Mário Soares apelidou hoje de "crucial" esta semana para saber se a Europa cai no "abismo", considerando "impossível" ficar ao lado da chanceler alemã, Ângela Merkel, "quando ela só faz asneiras".

Lusa 05 de Dezembro de 2011 às 21:52
  • Partilhar artigo
  • 18
  • ...
No Porto, durante a apresentação do seu livro "Um político Assume-se - Ensaio Autobiográfico, Político e Ideológico", Mário Soares disse ser necessário voltar aos "valores da política" porque se não se mudar de modelo social, económico e político, a Europa vai cair no abismo.

"Todos dizem que estamos à beira do abismo, e é verdade. Mas caímos ou não caímos? Esta semana é crucial para isso", alertou.

Para o histórico socialista "vai haver uma grande ruptura e uma grande mudança", estando "convencido" de que "os políticos actuais, que não são capazes de ver a realidade e só que só vêem a ideologia e o interesse, não vão longe".

A justificar, argumentou: "Nem podem ir, porque não têm o apoio do povo. Estão a perder dia a dia o apoio do povo. Quem é que pode dizer à senhora Merkel que está ao lado dela quando ela só faz asneiras ou ao presidente Sarkozy? É qualquer coisa de impossível".

Mário Soares recordou uma conferência em Paris na qual defendeu esta ideia, relatando o que aconteceu: "Na primeira vez que lá fui disse isso e eles não gostaram; da segunda vez já discutiram muito comigo; da terceira vez estavam de acordo a 100 por cento, porque foi a realidade que os obrigou. Para o caso até esteve presente o [ex-primeiro-ministro José] Sócrates".

O antigo Presidente da República explicou que escreveu o livro "porque toda a gente diz mal dos políticos" e "porque toda a gente acha que a política é uma vergonha, porque o que é preciso são os mercados para destruírem os Estados".

Para Mário Soares, "já não é por acaso que neste mundo europeu tão confuso" se assiste à "nomeação de dois primeiros-ministros sem que fossem eleitos, sem que se consultasse o povo e só porque os mercados entenderam que deviam ser eles", referindo-se aos casos grego e italiano. Casos estes, disse, que provam a existência de aflição com a democracia "na Europa e em todos os países da Europa".

O ex-Presidente afirmou ainda que "os políticos fraquejam e os partidos também estão a fraquejar".

Soares recordou que "quem construiu a União Europeia foram dois tipos de famílias políticas", a "dos socialistas ou dos sociais-democratas, por um lado, e a família da democracia cristã", por outro.

"Neste momento não há partidos nem democratas-cristãos e os partidos socialistas estão todos expulsos do poder", alertou.

O histórico socialista deu ainda o exemplo do CDS-PP e de Paulo Portas.

"Ele transformou o partido dele, que era CDS, em PP mas, agora tem algum faro para perceber o que se passa à volta dele, já resolveu acrescentar PP ao CDS outra vez", afirmou.

Ver comentários
Saber mais Mário Soares crucial Europa abismo
Outras Notícias